DestaquePiauí

ADAPI confirma caso de peste suína clássica no Piauí

O Governo do Estado, por meio da SADA e ADAPI confirma a ocorrência de foco de peste suína clássica em um estabelecimento rural do município de Cocal de Telha – o foco foi confirmado através da coleta de amostras de suínos com sinais clínicos compatíveis e que foram encaminhadas ao laboratório de referência do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) – Laboratório Federal de Defesa Agropecuária – LFDA/MG.

O foco de PSC foi constatado em uma criação de suínos de subsistência, que contava inicialmente com 15 animais – 02 animais vieram a óbito em um curto período de tempo, apresentando diarréia, fraqueza e amontoamento (animais deitados em grupos, unidos). “A participação do proprietário dos animais foi de fundamental importância, pois ao verificar um número de mortes repentina e sinais clínicos e comportamentais estranhos, como febre e fraqueza, acionou a Secretaria de Agricultura Municipal que comunicou a ADAPI através da USAV (Unidade de Sanidade Animal e Vegetal) de Piripiri” relata a Coordenadora Estadual do PESS, Karoliny Mendonça.

FOTO: REPRODUÇÃO

O agricultor relatou seu problema a Secretaria Municipal de Agricultura no dia 22/11, mesmo dia da notificação à ADAPI que no dia seguinte (23/11) deslocou uma equipe da Agência para realizar a investigação e verificar se os animais apresentavam sintomatologia compatível com PSC. Após a inspeção clínica dos animais e identificarem que se tratava de uma suspeita fundamentada, os Médicos Veterinários da ADAPI realizaram a coleta de amostras que foram encaminhadas ao laboratório do MAPA – Laboratório Federal de Defesa Agropecuária – LFDA/MG.

Após a confirmação laboratorial de CASO CONFIRMADO DE PESTE SUÍNA CLÁSSICA (PSC) através do Laudo FOR/LDDV/PL/084 de 29/11/2023, os Médicos Veterinários da ADAPI foram imediatamente acionados e iniciaram as medidas de saneamento do foco, que são de relevante importância em busca da contenção e da eliminação da doença, que incluem a notificação imediata do proprietário dos animais, que foi realizada ainda no mesmo dia.

A Coordenação Estadual do PESS, juntamente com a USAV de Piripiri, providenciou a construção de Vala Sanitária para enterro dos animas no dia 30/11 e no dia 01/12/2023 realizou o sacrifício sanitário dos 12 animais da propriedade e iniciou a vigilância epidemiológica nas propriedades circunvizinhas, tomando todas as medidas sanitárias determinadas no Plano de Contingência do Ministério da Agricultura e pela Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), para evitar a contaminação dos animais em propriedades vizinhas e conter a disseminação da doença, o que vem contribuir para um prejuízo mínimo as 120 famílias residentes na comunidade, evitando um impacto social maior devido a criação ser predominantemente de subsistência.

No ato do sacrifício dos animais, a ADAPI procedeu a Avaliação e Taxação dos animais, para fundamentar o processo de pagamento de indenização ao proprietário cujo recursos estão previstos na Lei Nº 7.871 de 23/09/2022, que criou Fundo de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (FUNDAPI), ferramenta utilizada nesses casos e nos demais que possam ocorrer.

“Tranquilizamos toda a sociedade, uma vez que a doença não é uma zoonose e, portanto, não é transmitida para o ser humano. O consumo de carne de porco não caracteriza um risco à população, uma vez que a doença é somente de importância comercial, por ocasionar muitas mortes na criação.” informa o Gerente de Defesa Animal, Idílio Moura.

O diretor da ADAPI, João Rodrigues, lembra que “a confirmação do foco se deu pela alta sensibilidade do Sistema de Vigilância em nosso estado, realizado pela ADAPI em parceria com demais instituições governamentais, o que leva a um atendimento rápido e preciso, diminuindo perdas para os agropecuaristas e para a sociedade.”

A ADAPI esclarece que a vacinação contra a doença está proibida no Brasil – contudo, o MAPA gerencia um projeto piloto em Alagoas, o “Projeto – Brasil Livre de Peste Suína Clássica”, onde vem sendo testada a implementação de campanhas de Vacinação contra a PSC: no Estado de Alagoas mais de 17 mil animais já foram vacinados contra a Peste Suína Clássica na 5ª etapa de Vacinação e que acontece até o dia 12 de Dezembro de 2023.

Nesta segunda-feira (04/12) a ADAPI enviará a Coordenadora do Programa Estadual de Sanidade dos Suídeos, Karoliny Mendonça e o Médico Veterinário Márcio Chaves, para acompanhamento dos procedimentos e logística empregados para implementação futura de campanha de vacinação contra PSC em nosso estado, em formato similar ao da Febre Aftosa, juntamente com ações de educação sanitária, vigilância nas propriedades e controle do trânsito de animais, atividades já existentes que serão reforçadas e melhoradas.

*Ascom/SADA/Adapi

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias