MunicípiosPiauí

Alunos encontram larvas na merenda fornecida por escola municipal no Piauí

A Escola Municipal Professora Ana Vitória de Carvalho Santos, localizada no bairro Pedra Miúda, zona Sul de Teresina, suspendeu as aulas, nesta sexta-feira (3), após estudantes terem encontrado larvas na merenda escolar fornecida pela instituição.

Segundo a mãe de uma aluna, a dona de casa Diana Jerônimo, a refeição com larvas, composta por arroz e carne moída, foi servida às 12h, durante o almoço, dessa quinta-feira (2), para aproximadamente 200 alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

O g1 foi à escola e conversou a diretora da unidade escolar, Aldenir Alves de Lima. Ela informou que as larvas foram encontradas em pacotes de arroz, entregues à escola no mês de fevereiro. O alimento estava dentro do prazo de validade, mas apresentou as larvas. A comida chegou a ser servida pra cerca de 10 alunos, mas nem todos chegaram a comer.

Escola Municipal de Teresina — Foto: Ilanna Serena/g1
Escola Municipal de Teresina — Foto: Ilanna Serena/g1

Ao g1, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) informou que uma representante do órgão foi enviada à instituição para averiguar o caso.

A situação foi relatada pelos próprios estudantes, registrada em imagens e enviadas aos pais. Segundo a mãe de uma das alunas, alguns estudantes chegaram a passar mal.

Escola na Zona Sul de Teresina suspende aulas após alunos encontrarem larvas em merenda — Foto: Arquivo Pessoal
Escola na Zona Sul de Teresina suspende aulas após alunos encontrarem larvas em merenda — Foto: Arquivo Pessoal

“As crianças tiraram as fotos e mandaram para os pais. Todos os pais estão revoltados com essa situação. Tiveram crianças que vomitaram, e não é a primeira vez que ocorrem relatos dessa comida de má qualidade. Eu mesma já fui buscar minha filha duas ou três vezes porque ela passou mal na escola, porque a comida não descia, não tem sal, não tem tempero”, relembrou a mãe.

A escola negou que algum aluno tenha passado mal.

“Imediatamente, quando uma das alunas notou a larva, suspenderam a refeição, mandaram o restante dos alunos pra sala de aula. Não houve nenhum relato de mal estar, ninguém vomitou”, de acordo com a direção da escola. 

Refeitório da escola municipal de Teresina — Foto: Ilanna Serena/g1
Refeitório da escola municipal de Teresina — Foto: Ilanna Serena/g1

“Agora esse foi o ápice, de ter bicho na comida das crianças. Não entendo como uma escola que não tem um ano de funcionamento tem uma merenda de péssima qualidade desse jeito”, reclamou a mãe de uma aluna do 8º ano.

Escola na Zona Sul de Teresina suspende aulas após alunos encontrarem larvas em merenda — Foto: Reprodução/Redes sociais
Escola na Zona Sul de Teresina suspende aulas após alunos encontrarem larvas em merenda — Foto: Reprodução/Redes sociais

A responsável técnica pela divisão de Nutrição da Semec, Cinthia Moura Fé, explicou que diariamente 17 nutricionistas fiscalizam a alimentação servida em escolas municipais de Teresina. Geralmente, uma equipe, que deve mapear a merenda escolar, é direcionada a cada zona da cidade.

“A gente acredita que foi uma coisa que passou despercebida e que não houve contaminação. Nessas visitas, por exemplo, um caso desses, a gente pede pro diretor isolar o alimento, separar dos demais, entra em contato com nossos fornecedores, pede pra ele recolher esse produto e fazer a reposição”, explicou.

“Seguimos um protocolo por zona, cada nutricionista fica em uma escola, conversa sobre as demandas da direção, logo após, se direciona a cozinha. A gente tem esse papel de avaliar o alimento, o depósito, a estrutura, as condições higiênicas, fazer o teste de aceitabilidade, se está bom, com muito sal ou gordura”, completou a nutricionista e coordenadora da Zona Sul da Divisão de Nutrição da Semec, Ana Luiza Machado.

Suspensão das aulas

Após o ocorrido, a direção da Escola Municipal Professora Ana Vitória de Carvalho Santos comunicou, na tarde de quinta (2), aos pais e responsáveis pelos estudantes, a suspensão das aulas desta sexta (3), para realização de uma avaliação interna e vistoria sanitária.

“Informamos que sexta-feira não haverá aula, pois haverá uma reunião interna com a equipe da escola para uma vistoria sanitária juntamente com a equipe de merenda escolar. Na ocasião será realizada uma avaliação de toda a merenda escolar para averiguações e providências necessárias para uma alimentação escolar de qualidade e adequada aos estudantes em tempo integral. De antemão, peço desculpas pelo ocorrido”, diz trecho do comunicado.

Escola municipal de tempo integral na zona Sul de Teresina foi inaugurada em agosto de 2021 — Foto: Divulgação/Prefeitura de Teresina
Escola municipal de tempo integral na zona Sul de Teresina foi inaugurada em agosto de 2021 — Foto: Divulgação/Prefeitura de Teresina

Conforme a mãe de uma das alunas, a direção da instituição recolheu as refeições que continham as larvas, após a denúncia dos estudantes, improvisou e serviu uma nova comida.

“As crianças não comeram mais dessa refeição por causa do ocorrido. Então a direção da escola fez um macarrão improvisado pra ver se comiam”, completou a dona de casa Diana Jerônimo.

Confira a nota completa da Semec

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) desconhece esta reclamação que não foi feita junto à escola ou órgão. Causa estranheza, uma vez que os alimentos foram recebidos na última semana do mês de maio, onde foi realizada uma reunião para os pais de alunos com almoço para todos. Momento em que os pais elogiaram os alimentos servidos e conheceram toda a estrutura. Contudo, a Semec está avaliando esta informação que chega, através do Portal g1 Piauí.

*Estagiária sob supervisão de Maria Romero

Fonte: g1 Piauí

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo