Destaque

Atenção! Retorno do Auxílio-Gás neste mês abrange novos beneficiários e deixa brasileiros em choque

O governo federal inicia o primeiro mês de pagamentos do Auxílio-gás em 2024, um benefício que ocorre bimestralmente. Após o último depósito em dezembro do ano passado, os beneficiários aguardam ansiosos pelo próximo depósito em fevereiro. Vale mencionar que a inciativa alcança cerca de 5,1 milhões de famílias e se propõe a oferecer um suporte financeiro para a aquisição de botijões de gás.

Auxílio-gás teve origem em 2021, por meio da Lei federal nº 14.237, durante o mandato do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). O programa foi uma resposta às crescentes preocupações com o aumento dos preços dos botijões de gás. Além disso, buscava-se estreitar os laços do governo com as famílias em situação de vulnerabilidade econômica.

Em alguns estados, o custo do botijão de gás de 13 kg chegava a alarmantes R$ 150 em 2021. Naquele ano, o governo liberava aos beneficiários 50% do valor médio nacional do produto, conforme indicado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Porém, a partir de 2022, uma medida emergencial elevou a assistência para 100% da média do botijão de gás de 13 kg.

Surgiram dúvidas sobre a continuidade do programa durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Entretanto, para a satisfação dos beneficiários, o programa foi mantido e o repasse integral do preço do botijão também persistiu no último ano.

Contudo, desde 2023, foi observado uma estagnação no número de contemplados pelo programa. Isso porque, o governo adotou medidas de corte em alguns beneficiários existentes e restringiu o acesso de novos grupos ao Auxílio-gás.

Por conseguinte, essa decisão tem gerado frustração entre os inscritos no Cadastro Único. Enfim, fique conosco para obter informações detalhadas sobre esse benefício essencial, incluindo o calendário de pagamentos deste mês e outros dados relevantes.

Quem possui direito ao benefício do Auxílio-gás?

Auxílio-gás
Governo retoma os pagamentos do Auxílio-gás neste mês (02). Imagem: Exame.

Antes de tudo, é importante destacar que, é comum ocorrer confusões em relação ao Auxílio-gás, muitas vezes sendo erroneamente associado como um complemento do Bolsa Família.

Assim, é fundamental esclarecer que esses são programas distintos, embora compartilhem a mesma data e conta para pagamento. Essa coincidência tem levado algumas pessoas a acreditarem que a elegibilidade para um deles automaticamente garante o acesso ao outro, o que não é o caso.

Os critérios para obter o benefício destinado à compra do botijão de gás são mais rigorosos e se aplica aos que atendem aos seguintes requisitos:

  • Famílias inscritas no Cadastro Único;
  • Indivíduos com renda familiar mensal per capita igual ou inferior a meio salário-mínimo;
  • Beneficiários do Bolsa Família ou do BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Adicionalmente, é importante destacar que as famílias chefiadas por mulheres e aquelas que incluem crianças em sua composição recebem prioridade na concessão do Auxílio-gás.

Como verificar a aprovação do Auxílio-gás e realizar a movimentação dos recursos

Quando o valor do benefício do Auxílio-gás é depositado, o beneficiário possui diversas opções para movimentar o montante de forma conveniente.

Pode optar por realizar transações online, utilizando PIX, cartão virtual ou transferência. Além disso, há a alternativa de efetuar o saque presencialmente em uma agência da Caixa Econômica ou em uma casa lotérica, mediante a apresentação de um documento com foto.

É importante ressaltar que não existe um cartão específico para o Auxílio-gás em nível nacional. Portanto, para verificar se o benefício foi aprovado, é necessário utilizar canais específicos de consulta, tais como:

  1. App Bolsa Família: basta informar o número do CPF no aplicativo para receber informações sobre os benefícios disponíveis em seu nome;
  2. App Caixa Tem: cerca de cinco dias antes do início do calendário de pagamento, é possível consultar o extrato e, em seguida, a seção “Futuro” para visualizar os valores depositados no mês;
  3. Ligando para a Caixa Econômica: utilize o número 111 e informe o seu CPF para obter informações sobre a aprovação do Auxílio-gás;
  4. Ligando para o Ministério do Desenvolvimento Social: discando para o número 121 e informando o CPF, você também pode verificar o status do seu benefício.

Calendário de depósitos no mês de fevereiro

Como mencionamos anteriormente, o Auxílio-gás, seguindo o mesmo cronograma do Bolsa Família, realiza seus pagamentos por meio do Caixa Tem.

Para os titulares que não possuem conta poupança aberta, é necessário baixar o aplicativo e criar um login, sendo que uma conta será automaticamente aberta para aqueles aprovados no benefício. Os depósitos ocorrem nos últimos dez dias úteis do mês, considerando o final do NIS (Número de Identificação Social) do titular como referência.

Confira a tabela abaixo para saber a data de pagamento de acordo com o número final do NIS:

Número Final do NIS Data de Pagamento
1 16 de fevereiro
2 19 de fevereiro
3 20 de fevereiro
4 21 de fevereiro
5 22 de fevereiro
6 23 de fevereiro
7 26 de fevereiro
8 27 de fevereiro
9 28 de fevereiro
0 29 de fevereiro

Fonte: Notícias Concursos

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias