Destaque

Bolsonaro assina 13º salário a beneficiários do Bolsa Família

Bolsonaro assina 13º salário a beneficiários do Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou hoje Medida Provisória que prevê um 13º salário a beneficiários do Bolsa Família. O pagamento será no mesmo valor do benefício e acontecerá no calendário regular já estabelecido pelo programa social.

Em discurso, Bolsonaro afirmou que o 13º salário pode até ser pouco para quem recebe, mas o dinheiro é bem-vindo a quem necessita dele. Ele disse que a ideia de criar um abono natalino no programa surgiu a partir da fala da oposição na campanha eleitoral de que Bolsonaro acabaria com o Bolsa Família se eleito.

“Uma grande conquista dessas pessoas que tanto necessitam e ficaram esquecidas por muito tempo”, falou, sem antes ressaltar que o melhor programa social é o que mais saem pessoas por terem melhorado de vida.

O presidente também elogiou o trabalho de Santa Dulce e lamentou não poder ir às solenidades em Salvador no próximo domingo (20) devido à viagem que fará à Ásia e ao Oriente Médio a partir de sábado (19).

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, responsável pelo programa social, se disse confiante na aprovação da Medida Provisória e afirmou que, uma vez aprovada, o 13º salário poderá ser previsto no orçamento dos próximos anos.

“Acho que o risco é zero. Por que os deputados e senadores não aprovariam isso?”, questionou.

O Bolsa Família é destinado a famílias com renda per capita de até R$ 179 mensais. Em setembro, 13,5 milhões de famílias foram atendidas a um custo de R$ 2,5 bilhões. O benefício médio registrado pelo governo foi de R$ 189,21.

O anúncio que o Bolsa Família passaria a contar com um 13º salário foi feito em abril pelo Ministério da Cidadania.

Por se tratar de Medida Provisória, o texto já conta com força de lei, mas precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional em até 120 dias para não perder a validade.

R$ 18 milhões para hospital de obras de Irmã Dulce

Na cerimônia no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assinou portaria que autoriza o repasse de R$ 18 milhões do Hospital Santo Antônio da Associação Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador, na Bahia.

O hospital hoje atende mais de 2 milhões de pessoas por ano e conta com 954 leitos por meio do SUS (Sistema Único de Saúde). A unidade tem origem em um abrigo improvisado para doentes em galinheiro do convento em 1949.

Irmã Dulce foi canonizada neste domingo (13) em missa liderada pelo Papa Francisco no Vaticano. Agora a baiana passa a ser chamada de Santa Dulce dos Pobres.

Fonte: UOL

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar