Destaque

Botijão de gás deve ultrapassar os R$ 90 no interior do Piauí

Botijão de gás deve ultrapassar os R$ 90 no interior do Piauí

Com previsão de reajuste para novembro, o aumento no preço do gás pegou revendedores e consumidores de surpresa. Anunciado pela Petrobrás nessa segunda-feira (21) e em vigor desde as 0h desta terça-feira (22), o aumento deve ser ainda maior para as cidades do interior do estado.

O aumento do gás de cozinha residencial oscilará entre 4,8% e 5,3%, e o aumento do gás empresarial entre 2,9% e 3,2%, dependendo do polo de suprimento. O reajuste pode chegar ao bolso do consumidor um pouco mais caro.

“Tem logística, tem transporte, tem os custos e também o lucro”, explica Valtercides da Paz, presidente do Sindigas no Piauí. “Dependendo da forma que eles (fornecedores) vão passar para a gente do Piauí, vai ser repassado para a dona de casa”, completou.

O reajuste vinha sendo feito a cada três pela Petrobrás e a previsão era só para o próximo mês. As distribuidoras que fornecem gás para os municípios do Piauí são do Maranhão ou do Ceará.

No interior do Piauí, a previsão é que o gás chegue um pouco mais caro. Na região Sul do estado, o gás já chega a R$ 90. O presidente do Sindigás explica que o vaor aumenta por conta da distância.

“O preço do gás é livre, cada revendedor vai ver sua planilha de custos, vai ver o que vai receber de fato e vai estar repassando para o mercado, vai estar repassando para o consumidor”, disse.

Ainda segundo o Sindigás, a Petrobrás não repassou a motivação do aumento. “A informação que eu tenho é o que eles sempre passam para a gente, do mercado internacional. Quando eles passam reajuste, é sinal de que alguma coisa aconteceu no mercado internacional”, explicou .

Valmir Macêdo (Com informações do Jornal do Piauí)
Fonte: Cidadeverde.com

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar