Municípios

Cidade do Piauí vive comoção com três mortes por Covid-19 em 24h

município de Campo Maior, no Norte do Piauí, vive uma comoção social ao registrar três mortes em decorrência da Covid-19 nas últimas 24h. As vítimas eram um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), um representante comercial e uma professora, todos  conhecidos pelos cargos que ocupavam na cidade de 46 mil habitantes.

Na tarde da última segunda-feira (15), o agente da PRF, Deolindo José Nunes da Silva, de 56 anos, faleceu depois de 15 dias internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com sintomas graves da Covid-19. Ele apresentava comorbidades e sofreu uma parada cardíaca.

Durante a noite, o representante comercial identificado como Abdoral Teixeira da Rocha, 46 anos, não resistiu às complicações da doença causada pelo novo coronavírus. O profissional estava internado em uma UTI no Hospital Natan Portella, em Teresina.

Foto: Jilvan Sousa 

Já durante a tarde desta terça-feira (16), o município confirmou o terceiro óbito das últimas 24h. A professora da rede municipal de ensino, Morgana Maria Costa Sousa, 43 anos, havia sido transferida do Hospital Regional de Campo Maior para uma UTI em Teresina devido o agravamento do quadro de saúde, mas não resistiu.

prefeito do município, Joãozinho Félix, afirmou que adotou medidas para ampliar o atendimento à população com sintomas gripais e reforçou a fiscalização dos decretos. “Ampliamos o horário e os dias de atendimento, além de disponibilizarmos todo um suporte com dois tipos de testes, medicação, oxigênio e ambulância a disposição dos pacientes que faz do Centro Covid de Campo Maior referência nas ações de diagnóstico e combate ao coronavirus em todo Piauí”, disse.

Desde o início da pandemia, Campo Maior registra 82 óbitos e 3850 casos confirmados. Seguindo a tendência estadual, o município apresentou aumento da transmissibilidade e da taxa de letalidade da doença. Segundo a Secretaria Municipal de Campo Maior, 3.222 doses de vacinas já foram aplicadas nos grupos prioritários.

Fonte: Portal O Dia 

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar