Destaque

Com sintomas de Covid-19, Bolsonaro cancela viagem ao Piauí

Presidente Jair Bolsonaro deixa o Congresso Nacional após tomar posse e segue para o Palácio do Planalto.

Após apresentar sintomas da Covid-19, Jair Bolsonaro (65 anos) fez exames no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, no início da noite desta segunda-feira (06). O resultado do teste sairá amanhã até meio dia, período em que ele ficará isolado. O presidente afirmou aos seus apoiadores, na entrada do Palácio da Alvorada, que está com 38°C de febre e 96% de oxigenação, mas que a radiografia feita nos seus pulmões mostrou que estão limpos. “Eu vim do hospital agora, fiz uma chapa do pulmão. Está limpo o pulmão, tá certo? Fui fazer o exame da Covid agora pouco, mas está tudo bem”, informou. Bolsonaro já toma de forma preventiva azitromicina e hidroxicloroquina. Na residência oficial do presidente da República todos farão o teste.

No último sábado (04), o chefe do executivo, acompanhado de alguns ministros e o filho Eduardo Bolsonaro, participou de um almoço na residência do embaixador americano no Brasil.

A suspeita da doença pode ter sido o motivo de Bolsonaro ter cancelado toda a sua agenda oficial nesta semana, inclusive a viagem ao Piauí, que estava marcada para sexta-feira (10).

Mais cedo o senador Ciro Nogueira (PP/PI) confirmou ao blog que recebeu uma ligação do Palácio do Planalto na qual foi informado que o presidente estava cancelando o compromisso no estado.

Jair Bolsonaro iria no próximo dia 10 ao estado da Bahia para inauguração de uma adutora do rio São Francisco e encerraria com uma visita ao Parque Nacional da Serra da Capivara, uma vez que ele desembarcaria no aeroporto de São Raimundo Nonato.

Bolsonaro está com sintomas da covid-19Não é a primeira vez que o presidente Bolsonaro faz exames para detectar a Covid-19. Outros três testes foram realizados e em maio, por decisão judicial, Bolsonaro teve que mostrar os resultados ao Supremo Tribunal Federal (STF). Todos tiveram resultado negativo.

Em março, quando Bolsonaro retornou de uma viagem oficial aos Estados Unidos, mais de 20 pessoas da comitiva testaram positivo para a doença. O primeiro confirmado na época foi Fábio Wajgarten, o então secretário especial de Comunicação da Presidência.

Fonte: Por Rany Veloso/Meio Norte

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar