Picos

Comoção e tristeza marcam velório e sepultamento do ex-jogador da Sep Cristiano

Caixão com corpo de Cristiano deixa o local do velório / Foto: José Maria Barros

Tristeza e comoção marcaram o velório e sepultamento do ex-jogador da Sociedade Esportiva de Picos (Sep), Cristiano Chaves da Conceição, de 39 anos. Ele morreu na noite de 1º de março, ao sofrer um acidente de moto na PI-379 que dá acesso ao município de Aroeiras do Itaim.

Ex-jogador da Sep Cristiano/Foto: José Maria Barros.

O velório de Cristiano foi realizado na Igreja Batista Nova Vida, localizada no bairro Aerolândia. Durante toda a manhã e boa parte da tarde dezenas de pessoas foram dá o último adeus ao ex-atleta, que por muitos anos defendeu a camisa da Sep.

Velório foi realizado na Igreja Batista Nova Vida/Foto: José Maria Barros.

Amigos, familiares, jogadores de futebol, ex-jogadores, cronistas esportivos e fãs de Cristiano lamentaram a sua morte trágica. Muitos deles não sustentaram as lágrimas e choraram diante do caixão.

Amigos carregam caixão com corpo de Cristiano/Foto: José Maria Barros.

Após a celebração de um culto evangélico o corpo de Cristiano deixou a Igreja Batista Nova Vida e seguiu em cortejo com destino ao Cemitério São Pedro de Alcântara, onde foi sepultado sob forte comoção. Pessoas de carros, motocicletas, bicicletas e a pé seguiram o caixão.

Cristiano tinha 39 anos de idade, era casado e pai de dois filhos. Atualmente ele trabalhar como pintor e árbitro de futebol amador. Residia no bairro Paroquial, em Picos.

Trajetória

Amigo de longas datas destaca trajetória de Cristiano/Foto: José Maria Barros.

Amigo de longas datas, José Haroldo da Silva Filho relembrou a trajetória de Cristiano. Disse que conhecia o mesmo desde criança e cresceram juntos jogando futsal na quadra do bairro Aerolândia. Quando foi no ano 2000 os dois se profissionalizaram na Sociedade Esportiva de Picos e, logo em seguida foram para o Fluminense de Teresina, onde passaram mais de dois anos.

De lá Cristiano foi emprestado para o Caiçara de Campo Maior, depois para o Piauí, enquanto Haroldo continuou na Sep e depois foi para Recife. “Trilhamos caminhos diferentes, mas, em 2005 novamente se encontramos em Picos e demos seguimento até 2014. Cristiano deixou seu legado como um atleta de alto nível, como um amigo, irmão, pai de família, aconselhador. Altamente profissional, se dedicou sua vida ao esporte e vai deixar muita falta” – lamentou.

Amigos, familiares e fãs dão o último adeus a Cristiano/Foto: José Maria Barros.

Acidente

Segundo informações de familiares, ontem à tarde Cristiano foi apitar um jogo de futebol amador na Localidade Tinguis, zona rural de Aroeiras do Itaim. Ao retornar, quando já estava chegando a Picos ele se chocou com uma vaca que atravessou a pista, foi arremessado longe e faleceu no local devido aos ferimentos na cabeça.

Fonte: José Maria Barros/Informa Picos

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar