Destaque

Concurso do IBGE oferece 895 vagas para todo o país e remuneração no Piauí pode chegar a R$ 11 mil

O Governo Federal, por meio do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), lançou na última quarta-feira (10/01), em Brasília-DF, um conjunto de oito editais do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU). O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) participa do certame disponibilizando 895 vagas, trata-se do maior concurso já realizado na história do Instituto.

Esses oito editais representam os diferentes blocos temáticos contemplados no novo processo de seleção federal, que amplia a possibilidade de escolha das vagas aos cargos efetivos ofertados por diferentes órgãos, no total são 6.640 vagas de 21 órgãos federais. O CPNU permitirá a inscrição para mais de um cargo, desde que no mesmo bloco temático, respeitando o interesse e o perfil profissional de cada candidato.

A prova está prevista para o dia 5 de maio, e será aplicada simultaneamente em 220 cidades, localizadas em todas as Unidades da Federação. No Piauí as cidades contempladas para a realização das provas são: Bom Jesus, Corrente, Floriano, Parnaíba, Picos, São Raimundo Nonato e Teresina. A divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redações será no dia 3 de junho. Os resultados finais serão anunciados em 30 de julho. Em 5 de agosto terá início a etapa de convocação para posse e realização de cursos de formação.

As vagas oferecidas pelo IBGE no CPNU estão distribuídas em sete dos oito blocos temáticos e não haverá prova de títulos para os cargos do Instituto. O Bloco 4 é o único que não apresenta postos de trabalho no IBGE.

Para quem possui nível superior, os cargos e especialidades relacionados ao IBGE ficaram divididos da seguinte forma:

• Bloco 1 – Infraestrutura, Exatas e Engenharias: 133 vagas;

• Bloco 2 – Tecnologia, Dados e Informação: 122 vagas;

• Bloco 3 – Ambiental, Agrário e Biológicas: 29 vagas;

• Bloco 5 – Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos: 4 vagas;

• Bloco 6 – Setores Econômicos e Regulação: 32 vagas;

• Bloco 7 – Gestão Governamental e Administração Pública: 275 vagas;

Os aprovados poderão trabalhar em diversas localidades do território nacional, dependendo da função escolhida. Nos casos em que um cargo for oferecido em diferentes cidades e/ou estados, terá preferência de escolha do seu respectivo local de trabalho a pessoa com melhor classificação no concurso e assim sucessivamente.

Já no Bloco 8, Nível Intermediário, foram ofertadas 300 vagas direcionadas aos candidatos com nível médio de escolaridade, reunidas separadamente em cada uma das cinco regiões do Brasil: 47 vagas no Norte; 86 no Nordeste; 40 no Centro-Oeste; 91 no Sudeste; e 36 no Sul. A opção pela(s) região(ões) desejada(s) será feita pelo candidato no momento da inscrição. A Região Nordeste oportuniza a alocação de vagas em 08 municípios do Piauí, são eles: Água Branca, Bom Jesus, Campo Maior, Corrente, Picos, Paulistana, São João do Piauí e São Raimundo Nonato.

Remuneração básica inicial pode chegar a R$ 11.346,59

No Piauí serão ofertadas vagas para dois cargos com exigência de ensino superior (Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas; e Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas), cuja remuneração básica inicial é de R$ 9.252,40 (GDIBGE: 100 pontos). Além do vencimento básico, os servidores de nível superior farão jus a uma remuneração por titulação, sendo o valor inicial de R$ 474,44 para quem detenha curso de especialização, o que deixará a remuneração total em R$ 9.726,84. Para quem tenha curso de Mestrado a remuneração inicial por titulação é de R$ 948,86, o que deixará a remuneração total do cargo em R$ 10.201,26. Para quem tenha curso de Doutorado a remuneração inicial por titulação será de R$ 2.094,19, o que deixará a remuneração total do cargo em R$ 11.346,59.

Para as funções de nível médio (Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas) a remuneração básica inicial é R$ 4.008,24. Será acrescido a esse valor uma eventual gratificação por qualificação (GQ), de acordo com os cursos de capacitação que o servidor venha a possuir, cujo valor inicial pode variar de R$ 442,11 a R$ 1.596,03, podendo levar a remuneração de nível médio até um total de R$ 5.604,27.

Além disso, os servidores federais de nível superior e nível médio têm direito a benefícios como auxílio-saúde (de acordo com a faixa etária pode variar entre os valores de R$ 50,00 a R$ 200,00); auxílio-alimentação (R$ 658,00); auxílio pré-escolar (R$ 321,00) e auxílio-transporte.

Taxa de inscrição e possibilidade de isenção

As inscrições poderão ser realizadas a partir do dia 19 de janeiro, próxima sexta-feira, até o dia 09 de fevereiro, por meio da plataforma Gov.br, que garante a correta identificação de cada cidadão que acessa os serviços digitais do governo. O candidato poderá se inscrever para disputar mais de uma vaga, dentro do mesmo bloco temático, pagando apenas uma taxa de inscrição, que será de R$ 60,00 para os cargos de nível médio, e de R$ 90,00 para os cargos de nível superior. Estão isentos desse pagamento os candidatos que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico); aqueles que cursam ou cursaram faculdade pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); assim como aqueles que realizaram transplante de medula óssea.

Fonte: 180graus

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias