Destaque

Despesas de casa e comida consomem quase 50% do salário dos piauienses

Despesas de casa e comida consomem quase 50% do salário dos piauienses

O Piauí tem 1.017.663 famílias. Desse total, 393.649 famílias ganham até R$ 1.908 por mês. Isso equivale a 38,7%. Por outro lado, somente 6.802 famílias ganham acima de 23.850, o que representa menos de 0,67% do total de famílias piauienses.

Os dados são da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), divulgada na sexta-feira (4), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, referente ao período entre 2017 e 2018.

A pesquisa mostra detalhes do consumo das famílias piauienses. A média de despesas mensais das famílias é de R$ 2.841,37. As famílias que ganham até R$ 1.908 gastam, em média, R$ 1.288,28. Ou seja, essas famílias gastam 67,5% do orçamento. Em números reais, sobra menos de R$ 620 por mês.

Quem ganha acima de R$ 23.850 gasta, em média, R$ 19.224,28. Dito de outra forma, essas famílias gastam 80,6% do orçamento, mas sobra R$ 4.626 por mês, em média.

Gastos com habitação

As despesas com habitação são as que mais pesam no bolso dos piauienses. Considera-se dentro desse grupo de despesas os gastos com aluguel, condomínio, serviços e taxas, energia, telefonia, pacote de internet, gás, água, esgoto, manutenção do lar, etc.

Em média, os gastos com habitação das famílias piauienses somam R$ 712,02. O que mais pesa é o aluguel (média de 311,60).

As famílias piauienses de renda mais baixa (até 1.908), gastam com habitação, em média, R$ 387,48. Isso corresponde a 20,3% do orçamento. O valor médio do aluguel pago por essas famílias é de R$ 184,32.

As famílias piauienses com renda mais elevada (mais de R$ 23.850) gastam R$ 3.302,34 com habitação (13,8% do orçamento), O aluguel médio dessas famílias é R$ 1.012,79.

Gastos alimentação

A segunda despesa que mais pesa no bolso dos piauienses são as despesas com alimentação. A média de gastos dos piauienses com alimentação é R$ 647,17. Na faixa que ganha menos (até R$ 1.908), as despesas alimentares somam R$ 428,33, o que corresponde a 22,4%.

Na faixa que ganha melhor (mais de R$ 23.850), os gastos com alimentação somam R$ 2.601,41. Isso equivale a 10,9% do orçamento.

Cidade Verde

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar