Destaque

Dois homens são presos por morte de animais em operação inédita no Piauí

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) do Piauí fez uma operação inédita para cumprimento de dez mandados de busca e aprensão contra investigados por zoocídio, ou seja, morte de animais. Na ação policial foram apreendidas cinco armas, supostamente usadas nos crimes, além de veneno de rato. Dois suspeitos foram presos e levados para a Central de Flagrantes de Teresina.

Uma das prisões ocorreu no Centro de Teresina. Uma tutora denunciou em agosto a morte de um gato.

“O animal foi morto com um tiro e o cadavérico comprovou isso. Durante as buscas, achamos não só munições, mas quatro armas longas”, explica a delegada Edenilza Viana, titular da DPMA.

A segunda prisão ocorreu no bairro Satélite, zona Leste de Teresina. O investigado é suspeito de matar dois cães por envenenamento. No endereço foi apreendido um revólver.

“Além disso apreendemos também veneno de rato em um outro endereço. Foi uma operação voltada, principalmente, para combater zoocídios. Contudo também apreendemos caixas de som, pandeiro e até um triângulo por ordem judicial após denúncia pertubação do sossego alheio”, disse a delegada.

Ela orienta que, em casos de maus-tratos a animais, o denunciante vá pessoalmente à sede da DPMA, situada na Avenida Raul Lopes, próximo a um dos shoppings.

Edenilza Viana ressalta que durante a pandemia as denúncias de crimes de maus-tratos a animais cresceram consideravelmente.

No início do mês, o Senado aprovou projeto que aumenta as penas para maus-tratos a cães e gatos. A expectativa é que a proposta seja sancionada hoje pelo presidente Jair Bolsonaro.

Fonte: Cidade Verde

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar