DestaquePolítica

Eleições de 2020 podem ser canceladas; entenda!

Divulgação TSE

Uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) esteve em pauta no ano de 2009, quando foi delatada pelo deputado federal, Ernandes Amorim, do PTB. A proposta havia sido arquivada, mas agora o Congresso Nacional desarquivou e há possibilidades de tramitação na Câmara dos Deputados.

O deputado Ernandes fez um vídeo, dizendo que acredita em sua relação com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para passar a PEC com facilidade. Trata-se de uma emenda na Constituição Federal que cancelaria as eleições municipais de 2020.

A intenção é que haja a unificação das eleições. Com isso, os mandatos que acabariam em 2020, seriam alongados. As eleições, no Brasil, acontecem a cada dois anos, variando entre a nacional/estadual e municipal.

As eleições de 2020 serão para escolher prefeitos e vereadores. Os partidos se preparam para começar as campanhas e lançar pré-candidatos. Porém, com a reativação da proposta, mudanças podem acontecer.

Uma grande alteração seria o fim ao instituto da reeleição para cargos do Poder Executivo, mas estes aumentariam para um mandato de 5 anos, anteriormente de 4. O mandato de Senador aumentaria de 8 para 10 anos.

As eleições, no caso, aconteceriam de cinco em cinco anos, em vez de dois em dois. Além da mudança no tempo dos mandatos e o fim da reeleição, o delator da proposta, Ernandes Amorim, defende que o país teria uma grande economia com esta unificação. Vale ressaltar que o gasto é grande em todas eleições, por conta de todo o sistema criado para a colocação, manutenção e retirada das urnas eletrônicas.

Fonte: 1News

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar