Picos

Em depoimento, suspeito de matar enfermeiro em Picos diz que cumpriu “missão divina”

Em depoimento, o suspeito de matar o técnico de enfermagem Edgar da Silva Santos disse que estava cumprindo uma “missão divina”, informou a Polícia Civil de Picos, que investiga o caso. Ele foi preso horas depois da vítima ser encontrada morta dentro de uma clínica particular na manhã desta terça-feira (13).

Em nota, divulgada na tarde desta terça-feira (13), a Polícia Civil informou que, “na Central de Flagrantes, o suspeito assumiu a autoria do crime e revelou que estava cumprindo uma ‘missão divina’”. O suspeito foi identificado como M.V.O.L.

PM, Perícia e Delegacia Civil estiveram no local do crime- Foto: RiachaoNet

A Polícia Civil também informou que representará pela prisão preventiva do suspeito pelo crime de homicídio qualificado. A polícia apura se ele sofre de problemas mentais.

O técnico de enfermagem, de 49 anos, estava na clínica quando foi atacada pelo suspeito durante a madrugada desta terça-feira (13).

De acordo com o presidente Sindicado dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (Senatepi), Erick Riccely, a vítima estava dormindo quando Marcos Vinicius em um surto psicótico começou a agredi-lo com socos, sem chance de defesa a vítima.

O espaço está aberto para a defesa do suspeito.

Na manhã de hoje (13/04), a Polícia Militar de Picos capturou o autor do homicídio do técnico de enfermagem Edgar da Silva Santos. O técnico trabalhava em uma clínica particular na cidade de Picos, quando foi atacado por M.V.O.L na última madrugada. Na central de flagrantes, o suspeito assumiu a autoria do crime e revelou que estava cumprindo uma “missão divina”. M.V.O.L responderá por homicídio qualificado e a Polícia Civil representará por sua prisão preventiva.

Polícia Civil de Picos

Fonte: Carlienne Carpaso/Cidade Verde

Matéria relacionada:

Técnico de enfermagem é morto a murros em maternidade de Picos

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar