Destaque

Estes são os PIORES ESTADOS do Brasil para viver, segundo pesquisa; veja se o seu está na lista!

Um levantamento inédito aponta para quais são os piores lugares para se viver no país. Pesquisa levou índices de saúde e educação em consideração.

A desigualdade presente no Brasil pode ser vista através dos estados. Não é novidade para ninguém que aqui é um país emergente. Embora tenha muitas riquezas, elas não são bem distribuídas entre a população. Como consequência, existem lugares em que a qualidade de vida é maior, enquanto outros lugares a qualidade de vida é baixa. De forma geral, a parte sul do país apresenta melhores índices do que a parte norte.

Um levantamento do ‘Brasil em Mapas’ divulgou os dez melhores estados para se viver e os dez piores estados para se viver. Através de dados do Atlas do desenvolvimento Humano/PNDU Brasil, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínuos (PNDA-C) do IBGE para o dado trimestral do desemprego (desocupação), do fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) 2022 e taxa de homicídios, foi possível realizar o levantamento.

POVERTY
Estes são os piores estados para se viver – Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Confira os rankings

Os melhores lugares para se viver no país

Estes são os melhores estados para se viver no país, de acordo com o levantamento.

  1. São Paulo;
  2. Santa Catarina;
  3. Distrito Federal;
  4. Paraná;
  5. Rio Grande do Sul;
  6. Mato Grosso do Sul;
  7. Rio de Janeiro;
  8. Goiás;
  9. Minas Gerais;
  10. Mato Grosso.

Mas afinal, quais são os piores estados para se viver no país?

Confira a lista com os piores estados do Brasil, quando o tema é qualidade de vida.

  1. Alagoas;
  2. Maranhão;
  3. Piauí;
  4. Bahia;
  5. Paraíba;
  6. Pernambuco;
  7. Ceará;
  8. Sergipe;
  9. Pará;
  10. Acre.

Por que existe tanta desigualdade no país?

Muitas pessoas têm esta dúvida. Se o Brasil é um país tão rico, por que alguns locais possuem índices melhores do que outros? Conforme já mencionado, a distribuição geográfica está relacionada com a qualidade de vida dos lugares. No ranking de melhores locais, aparecem todos os estados da região Sul e três dos quatros da região Sudeste. Enquanto isso, no ranking de piores lugares, só aparecem estados das regiões Norte e Nordeste.

Acontece que existem poucos investimentos públicos e privados nesses locais, o que contribui para a desigualdade entre os entes da Federação. Além do mais, o processo de industrialização do país ocorreu, principalmente entre os entes da região Sudeste. O Distrito Federal, que aparece no segundo lugar da lista de melhores locais, é onde está localizada a capital do país, Brasília. Portanto, é natural que fique em uma boa colocação no ranking.

Entenda como o levantamento foi feito

Os rankings levaram em consideração alguns dados de instituições como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Foram avaliados as condições de saúde, educação, desigualdade e oportunidades de renda.

Conforme já mencionado, os estados que passaram por um processo de industrialização possuem uma maior tendência às primeiras posições do ranking. Este processo também se reflete nas capitais do país, naturalmente. Outro ponto que deve ser levado em consideração é a distribuição de renda. Os locais com maior concentração de renda tendem a ter uma posição mais baixa no ranking.

Cidades mais econômicas para se morar no Brasil

Muitas pessoas sonham em saírem de onde estão para começarem a vida do zero. Entretanto, encontrar cidades cujo custo devida não seja tão alto pode ser um desafio, mesmo que não seja uma tarefa impossível. O ideal é ter em mente quais as características dos locais em que você quer viver e, claro, quanto está disposto a gastar. Veja abaixo quais são as cidades mais econômicas do Brasil:

  • Feira de Santana, na Bahia;
  • Caruaru, em Pernambuco;
  • Campina Grande, na Paraíba;
  • Goiânia, em Goiás;
  • Uberlândia, em Minas Gerais;
  • João Pessoa, na Paraíba.

Fonte: Pronatec

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias