DestaquePiauí

Golpistas fazem site falso da Sefaz-PI para aplicar golpes com boleto do IPVA; veja como conferir veracidade

A Secretaria de Estado da Fazenda do Piauí (Sefaz-PI) divulgou um alerta sobre sites falsos feitos por golpistas para roubar dados dos contribuintes e tirar dinheiro das vítimas com cobranças fictícias. Veja abaixo como verificar se o site é verdadeiro.

Os criminosos aproveitam a oferta de desconto para o pagamento do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Os contribuintes têm até esta quarta (31) para aproveitar o desconto.

Golpistas redirecionam as pessoas para um site falso — Foto: Reprodução/RBSTV

O site clonado é semelhante ao original em quase todos os detalhes, exceto pelo verificador “sou humano”. Fontes, logos e tamanhos são iguais. Veja abaixo:

À esquerda, o site verdadeiro mostra dados do dono do veículo. À direita, o site falso traz apenas cobranças fictícias  — Foto 1: Reprodução — Foto 2: Reprodução

Ao inserir placa e Renavam de um veículo, o site gera duas cobranças fictícias, que podem ser pagas por Pix. O g1 testou o site e ele gera boletos mesmo quando são inseridos dados inexistentes de veículo, ou seja, o site gera boletos apenas para tirar dinheiro dos usuários.

O dinheiro vai para uma conta falsa, sem identificação do recebedor, direto para o bolso dos golpistas.

Diferente do site falso, o site oficial da Sefaz-PI, após ser acessado com os dados do veículo, traz os dados do veículo, como o nome do proprietário e a situação do cadastro.

Como verificar se o site é o verdadeiro:

O caminho mais seguro para acessar esses serviços é ir direito no site principal, e buscar o serviço que você procura. No caso da consulta do IPVA, o site principal é o do Detran-PI (http://www.detran.pi.gov.br/). O caminho é o seguinte:

Veja como acessar a página do IPVA pelo site do Detran-PI – Golpista fazem site falso da Sefaz-PI — Foto: Reprodução

Outra forma de verificar que é o site verdadeiro é observar o endereço: os sites do Governo do Piauí devem conter “.pi.gov.br”. O site criado pelos golpistas tem palavras como “detranpi” e “licenciamento” no endereço, mas não essas marcas oficiais.

Fonte: g1 Piauí

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias