EducaçãoPicos

IFPI de Picos será pólo do Mestrado Profissional em Ensino de Física

IFPI de Picos será pólo do Mestrado Profissional em Ensino de Física

A Sociedade Brasileira de Física (SBF) aprovou o credenciamento do Campus Picos do Instituto Federal do Piauí (IFPI) como polo do curso de Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF). De caráter profissional, o mestrado é voltado a professores de ensino médio e fundamental com ênfase principal em aspectos de conteúdos na Área de Física.

Até o credenciamento do IFPI, a região Nordeste contava 20 polos, sendo a maioria em universidades federais. Nesse seleto grupo dominado pelas universidades, apenas os Institutos Federais do Maranhão (IFMA) e do Rio Grande do Norte (IFRN) eram polos do MNPEF na região. Agora, o MNPEF se torna o quinto mestrado no IFPI, consolidando a interiorização do ensino, política pública da instituição.

“É mais uma conquista para a educação piauiense. O credenciamento do nosso campus como polo do mestrado é muito importante para a macrorregião de Picos. Essa nova pós-graduação vai melhorar a educação da região, atendendo aos municípios do Piauí, Ceará e Bahia”, comemorou o reitor do IFPI, Paulo Borges da Cunha.

O Mestrado Nacional Profissionalizante em Ensino de Física contará com três linhas de pesquisa: Física no Ensino Fundamental; Física no Ensino Médio; e Processos de Ensino e Aprendizagem e Tecnologias de Informação e Comunicação no Ensino de Física. “O mestrado vem contemplar a verticalização do ensino, uma vez que há o curso de Licenciatura em Física no Campus Picos. Além disso, contribui como mais uma iniciativa para interiorização dos cursos de pós-graduação stricto sensu no IFPI, que também está aliada à política de qualificação dos nossos servidores”, destacou o pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação, José Luís de Oliveira e Silva.

Para o diretor-geral do Campus Picos, Lourenilson Leal de Sousa, o IFPI poderá atender a uma demanda de qualificação de docentes da educação básica para mais de 70 municípios do centro-sul piauiense. “Desse modo, vamos fomentar a pesquisa aplicada ao Ensino de Física, as teorias da aprendizagem e a divulgação científica na escola”, disse.

O grupo responsável pela proposta planeja, agora, os próximos passos para a instalação e abertura das inscrições do curso. A previsão é de que a primeira turma do MNPEF tenha início no primeiro semestre do próximo ano.

 “O MNPEF é um marco e consolida uma série de esforços realizados ao longo dos anos. Estão de parabéns todos os atores do processo. As próximas etapas são desafiadoras, todavia motivadoras. Desde a concepção do regimento, da estrutura física para atendimento às exigências, aquisição de livros do programa, entre outras ações para a oferta do curso com a qualidade exigida pela SBF. Estamos iniciando um novo tempo para a nossa região”, finalizou o coordenador do MNPEF no IFPI, Reginaldo Gomes.

Fonte: IFPI

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo