Destaque

INSS muda idade mínima para aposentadoria e surpreende brasileiros; confira

INSS muda idade mínima para aposentadoria e surpreende brasileiros

A partir dessa mudança, a idade mínima e o tempo de contribuição passaram a ser alterados anualmente. Você sabia que a idade mínima para se aposentar no INSS não é mais a mesma desde a Reforma da Previdência em 2019? Isso mesmo! Mas muitos ainda não estão cientes dessas mudanças e podem ser pegos de surpresa ao tentarem se aposentar. Nesta matéria, vamos explicar tudo sobre as novas regras da aposentadoria no INSS.

Embora as novas idades tenham sido alteradas, as regras de transição amenizam o impacto aos contribuintes que já estavam próximos de receberem o benefício do INSS. Portanto, as mudanças são graduais.

FOTO: REPRODUÇÃO

NOVAS REGRAS

Para aqueles que desejam receber a aposentadoria, é extremamente importante estar atento às novas regras do benefício. Cada modalidade do benefício possui um limite de idade diferente. Conforme as novas exigências, a idade mínima para se aposentar em 2023 é de: 58 anos de idade e 30 anos de contribuição para mulheres, e 63 anos de idade e 35 anos de contribuição para os homens.

É importante destacar que essa idade é elevada anualmente, até que em 2031 a idade mínima seja de 62 anos para mulheres e, em 2027 a idade mínima seja de 65 anos para homens. Lembrando que a aposentadoria por idade mínima é válida apenas em casos em que o segurado tenha pelo menos 30 anos de contribuição.

TEMPO DE SERVIÇO

Inicialmente, é importante que os cidadãos que desejam se aposentar estejam atentos ao tempo que lhes resta para poder solicitar o benefício. Saber o tempo que lhe resta pode evitar atrasos na concessão do seu pagamento. O INSS oferece diversos serviços por meio da plataforma “Meu INSS”, como a calculadora que simula o tempo que falta para o recebimento da aposentadoria.

Por meio do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), a ferramenta consulta os dados do trabalhador e realiza a simulação do pagamento do seu benefício. É importante destacar que o cidadão deve verificar se todas as informações constadas no Extrato Previdenciário CNIS estão corretas, para evitar qualquer tipo de erro na realização do cálculo.

Fonte: SC Hoje News

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias