MunicípiosPiauí

Irmãos estão desaparecidos em Teresina desde sexta-feira; família pede ajuda

FOTO: REPRODUÇÃO

Dois irmãos identificados como Francisco Kenedy Dourado de Sousa, 41 anos e Kildery Dourado de Sousa, 36 anos, estão desaparecidos desde a madrugada de sexta-feira (30). Eles foram vistos pela última vez às 02:30 da manhã, ao saírem de casa. A família registrou boletim de ocorrência do desaparecimento deles na tarde desta segunda-feira (3).

O portal meionorte.com entrou em contato com uma das irmãs dos dois homens desaparecidos, Karine Dourado, que contou que no dia do desaparecimento dos irmãos foi um dia normal como qualquer outro. “Kildery estava escutando louvor evangélico, o que fazia com frequência. Depois ele foi colocar a filha de 3 anos para dormir, e em seguida todos da casa foram dormir também”. A irmã então relata que Kildery pediu o carro da mãe para sair para comprar cigarros e desde então não retornou para casa.

“Quando foi 02h da manhã, ele chegou pra minha mãe e falou que queria o carro, pediu a chave pra comprar cigarro, aí minha mãe: ‘Mas uma hora dessa? Não, não precisa. Deixa pra amanhã’. Mas ele continuou insistindo e perguntou se minha mãe não confiava nele e ela disse que sim, então ele pegou a chave do carro, que era um gol prata, e aí os dois saíram (Kildery e Kenedy), e desde essa hora, a gente não os viu mais. Em lugar nenhum”, relata a irmã.

Kenedy e Kildery moram junto com a mãe e sua outra irmã, Karla, em uma residência no bairro São João, localizado na Zona Leste de Teresina. Karine afirma que a família já saiu em busca de informações com vizinhos, amigos, em comércios, bares e favelas. Ela conta que conseguiram uma informação de que os dois realmente compraram cigarros, na conveniência de um posto localizado próximo à uma rotatória do bairro São Cristóvão.

Karine contou que as autoridades estão buscando encontrar os dois irmãos através do rastreamento do carro em que saíram, mas que não estão obtendo êxito. “Sobre o carro, o delegado falou que já tentou procurar, já tentou rastrear, mas o carro não consegue ser rastreado em lugar nenhum. É como se tivesse entocado, por que não saiu de Teresina. E é isso sabe, estamos em um desespero só, minha mãe, eu, minha família. A gente tá desesperado porque não temos notícia nenhuma”, conta a irmã emocionada ao falar da situação.

Nas redes socias, através de postagens, a família pede ajuda para que as pessoas compartilhem as fotos com o número de contato, caso haja alguma informação que possa auxiliar na busca pelos irmãos desaparecidos.

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias