Picos

Jovem morta em acidente em Picos ficou quase 24h viva com a mãe, diz PRF

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF), informou ao GP1 nesta segunda-feira (20), que a única sobrevivente do acidente ocorrido na BR 316 em Picos, na noite do último sábado (18), ainda ficou com a filha viva por quase 24h. A jovem de 29 anos ficou presa às ferragens do carro e chegou a gritar por socorro, mas acabou não resistindo e morreu na tarde de ontem.

A mulher que sobreviveu foi identificada como Carmen Angélica da Silva Peixoto, de 61 anos. Os demais foram identificados apenas pelas iniciais: o pai N. J. A. P, 60 anos; a filha J. S. P, 29 anos e a sobrinha do casal T. S. F, de 20 anos.

Grave acidente em Picos
Grave acidente em Picos – Foto: Divulgação/PPF

O acidente

A família estava em uma Amarok que por motivo desconhecido acabou capotando e caindo em uma ribanceira. Três pessoas, sendo pai, filha e sobrinha, ficaram presas às ferragens do carro. A mãe foi a única sobrevivente.

Horas de agonia

Segundo o inspetor Jorge Madeira, após ter ocorrido o acidente por volta de 20h30 de sábado (18), a jovem mesmo presa às ferragens, permaneceu viva por quase 24 horas. Ela ainda chegou a gritar pedindo socorro, juntamente com a mãe. Mas na tarde de ontem, acabou falecendo.

“A filha da mulher sobrevivente ainda ficou viva até a tarde de ontem e morreu quase 24 horas depois. O acidente ocorreu no sábado à noite. Estamos apurando o que motivou o acidente, ainda é cedo, mas preliminarmente acreditamos que o condutor não tenha visto que estava saindo da pista”, informou.

Carmen Angélica foi localizada na manhã de hoje e foi encaminhada para o Hospital Regional Justino Luz, em Picos.

Entenda o caso

Na manhã desta segunda-feira (20), por volta das 8h, três pessoas da mesma família foram encontradas mortas e uma outra pessoa ferida em uma ribanceira na região de Fátima, na cidade de Picos. A família estava em uma Amarok preta e sofreu um acidente por volta das 20h30 de sábado (18).

De acordo com as informações do inspetor Jorge Madeira, da Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI), a família saiu de Belém do Pará e tinha como destino a cidade de Maceió-AL. Os familiares das vítimas entraram em contato com a PRF de Picos porque eles iriam pernoitar na cidade, mas desde sábado não enviavam notícias.

Uma integrante da família sobreviveu – Foto: Divulgação/PRF

“As famílias desses viajantes falaram com eles pela última vez no sábado, por volta de 19h. Eles relataram que a família iria pernoitar em Picos, para sair de manhã rumo à Maceió. Aí como transcorreu todo domingo e não tiveram mais contato com os familiares que ficaram em Belém, os parentes começaram a se preocupar e entraram em contato com a polícia dizendo que o último canto que eles tiveram notícia foi quando eles estavam chegando em Picos”, relatou o inspetor ao GP1.

A PRF iniciou a procura pelos familiares e encontrou o carro totalmente destruído em uma ribanceira na Serra de Fátima. No local, foram encontrados pai, filha e uma sobrinha mortos e presos às ferragens do veículo. A mãe foi encontrada viva, mas com ferimentos.

Fonte: GP1

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar