DestaqueEducação

Lula atende mobilização popular e vai revogar mudanças no novo ensino médio e no Enem

Ministro da Educação Camilo Santana tem se manifestado contra, defendendo ajustes no modelo ao invés de uma revogação completa

Estudantes pedem revogação do Novo Ensino Médio na Avenida Paulista, em São Paulo. Créditos: @XuniorL/Junior Lima

O governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai suspender a implementação do novo ensino médio. Uma portaria com a suspensão, que altera a portaria 521 de julho de 2021, deverá ser publicada nos próximos dias. A nova medida tem anuência da equipe próxima ao presidente Lula.

O governo tem sofrido desgastes exagerados ao manter a reforma, sobretudo entre estudantes, de acordo com avaliação do Palácio do Planalto. A principal consequência da suspensão é o adiamento do novo formato do Enem em 2024.

Ministro é contra
O ministro da Educação, Camilo Santana (PT), tem se manifestado contra a revogação do novo ensino médio, defendendo ajustes no modelo ao invés de uma revogação completa.

Uma revogação total da reforma dependeria de ação do Congresso, pois foi instituída por lei. A suspensão dos prazos é vista como uma maneira de acalmar os críticos e evitar maiores impactos.

Estudantes, professores e especialistas da área cobram o governo Lula desde o início de seu mandato para que o modelo seja revogado. No dia 15 de março, estudantes fizeram um protesto pressionando pela revogação.

Com informações da Folha

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias