Destaque

Morre aos 56 anos o piloto de Fórmula 1 Gil de Ferran; saiba o motivo

Nesta última sexta-feira (29), o piloto brasileiro Gil de Ferran faleceu aos 56 anos, vítima de uma parada cardíaca durante um teste de carro no circuito privado The Concours Club, em Opa-Locka, na Flórida, Estados Unidos. Apesar dos esforços para socorrê-lo e levá-lo ao hospital, Gil não resistiu, deixando esposa e dois filhos.

Gil de Ferran, nascido em Paris, França, mas considerando-se brasileiro, iniciou sua trajetória no automobilismo desde jovem, mudando-se para o Brasil aos 4 anos. Inicialmente interessado em engenharia, seguindo os passos de seu pai, o engenheiro da Ford Luc de Ferran, Gil abandonou o curso para dedicar-se ao automobilismo, onde alcançou grande sucesso. Ele começou no kart, conquistando o Brasileiro de 1987, e posteriormente destacou-se na Fórmula 3000 entre 1993 e 1994.

Gil de Ferran não resistiu e veio a óbito nesta sexta-feira | Redes sociais/Reprodução

Sua incursão na Fórmula 1 pela equipe Arrows foi interrompida devido a um acidente que resultou em uma lesão na cabeça. No entanto, sua paixão pelo automobilismo persistiu. Em 1995, ingressou na Indy, sendo eleito o novato do ano em sua temporada de estreia e conquistando posteriormente dois títulos na categoria. Em 2003, venceu as 500 Milhas de Indianápolis, encerrando sua carreira nas pistas em 2003, com um breve retorno em 2008 antes de sua aposentadoria definitiva em 2009.

Fora das pistas, Gil de Ferran desempenhou papéis de destaque, sendo diretor esportivo da equipe British American Racing (BAR) e chefe da Honda na Fórmula 1. Desde 2017, estava associado à McLaren, atuando como consultor da equipe na Fórmula 1. Sua morte foi lamentada pela McLaren, que reconheceu sua contribuição e afirmou que fará falta para toda a família da equipe.

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias