Municípios

No Piauí, mãe com Covid recebe alta da UTI e é aplaudida na maternidade

No Piauí, mãe com Covid recebe alta da UTI e é aplaudida na maternidade

Foi ao som da música “Conquistando o Impossível”, cantada em coro por profissionais da saúde, que uma das pacientes da Maternidade Dona Evangelina Rosa deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde estava internada com Covid-19 nesta sexta-feira(08).

O estado era grave e inspirava cuidados, mas a mãe conseguiu responder ao tratamento, foi para uma ala isolada e evolui bem ao tratamento, podendo ter alta ainda neste final de semana.

Mãe de uma menina que nasceu no dia 23 de abril, a paciente ficou na UTI durante 15 dias. A bebê não foi contaminada e já está em casa.

Além dela, outra paciente, que teve gêmeos, transferida da maternidade do Promorar, para a Evangelina Rosa, também contraiu o vírus e precisou de UTI. Ela também já recebeu alta da unidade e está em uma ala isolada, também respondendo ao tratamento. Ela precisou de menos tempo na UTI.

Os gêmeos, que nasceram no dia 03 de maio, não contraíram o vírus e já estão em casa.

A Maternidade Evangelina Rosa é referência no atendimento da doença para gestantes e bebês neonatal. E está com todos os setores orientados e treinados para trabalhar no combate à pandemia que envolve todos as áreas da instituição. A MDER tem disponíveis dez leitos de UTI e 16 leitos de internação clínica. Além da Ala E que está disponibilizada para receber gestantes e puérperas com casos confirmados da doença.

Cuidados para evitar a contaminação

Foi instalado, na parte externa da maternidade, um estande com consultório e recepção para receber gestantes e orientá-las, testá-las e classificá-las quanto ao risco, além encaminhá-las para o local indicado. Uma ambulância é disponibilizada para transferência pacientes em casos necessários.

Quanto a supostos casos de profissionais e pacientes testados e possivelmente infectados, a MDER informa que, assim como em todos os órgãos de saúde, os testes são encaminhados para Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) e Ministério da Saúde. Além disso, vem tomando medidas especiais para proteger pacientes e colaboradores, como, por exemplo, não está sendo permitida a presença de acompanhantes nos Centros Cirúrgicos (CC), Obstétrico (COS) e Sala de Recuperação pós-anestésica. As visitas a pacientes estão suspensas.

A diretoria da Casa também orientou a ficar em casa em isolamento social os servidores que têm mais de 65 anos e aqueles acima de 60 que possuem comorbidades (associação de duas ou de várias doenças que aparecem de modo simultâneo) ou sintomas da Covid-19. Os setores administrativos estão trabalhando em escalas alternadas para evitar aglomerações. O uso de aparelho celular também está proibido em alas de tratamento da Covid-19.

Caroline Oliveira
Com informações da Mder

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar