Destaque

Pela terceira vez, médicos do Piauí suspendem atendimentos por três dias

Médicos paralisam por três dias Foto: Ascom/Simepi

Os médicos realizam a partir desta quarta(05) a terceira paralisação seguida de atendimentos pelo estado. A suspensão se estende ainda pelos dias 06 e 07 de junho. Os profissionais decidiram o ato em assembleia no Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (SIMEPI) na semana passada. Consultas e exames estão sendo reagendados pelos hospitais estaduais.

Segundo o presidente do Simepi, Samuel Rêgo, as insatisfações, denúncias de falta de estrutura de trabalho e a omissão do governo motivaram a categoria a continuar com o movimento.

“Esse silêncio do Estado é uma verdadeira omissão, o que piora a crise e o caos que se encontra a saúde. Nós temos propostas, mas infelizmente o Estado tem se posicionado com essa forma irresponsável. A categoria médica segue firme e unida na luta, pois o movimento não vai parar até que o governo entenda que precisa sentar e encontrar soluções para sair dessa crise”, comenta.

Lúcia Santos, diretora do Simepi e da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), explica que o movimento é um grito de socorro da categoria. “A situação em que se encontra a saúde pública vem se arrastando e piorando ao longo dos anos. São estruturas físicas que colocam em risco os pacientes e nós médicos também, pois nossa profissão tem uma responsabilidade muito grande e isso vem sendo inviabilizado. O que a categoria vem pedindo é justo, pois são direitos, melhores condições de trabalho e o cumprimento da carreira médica”, explica.

Cidade Verde

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar