DestaquePiauí

Piauí e outros estados do Nordeste podem ter o fevereiro mais chuvoso da história

Um fenônemo que provoca mudanças no posicionamento dos ventos, conhecido como Oscilação de Madden-Julian (OMJ), poderá fazer com que fevereiro de 2024 seja um dos mais chuvosos da história no Norte e Nordeste do Brasil.

A Oscilação de Madden-Julian ocorre na forma de uma célula de convecção tropical que viaja de oeste para leste na faixa equatorial em um período de 30 a 60 dias. Normalmente, ela começa no Oceano Índico como uma grande área de convecção, gerando chuvas acima do normal na região. Com o passar dos dias, essa convecção se move para leste, atingindo o Oceano Pacífico Oeste.

Transição do laranja para o verde indica uma condição positiva para chuvas em fevereiro (Foto: Reprodução)

Segundo o diretor de Prevenção da Defesa Civil do Piauí, o climatologista Werton Costa, um mapa que acompanha o fenômeno mostra uma transição da cor laranja para verde no Norte e Nordeste do Brasil, indicando uma oscilação positiva nas condições atmosféricas sobre esses territórios.

“Essa mudança é o gatilho para temporais, chuvas intensas. Se esse cenário se mantiver, porque sabemos que é uma probabilidade, teremos, por incrível que pareça, no ano do El Niño, um dos fevereiros mais chuvosos da história. Podemos ter uma condição de chuva bastante potencializada no estado do Piauí”, explicou o climatologista.

O diretor de Prevenção da Defesa Civil do Piauí frisa que a intensidade das chuvas pode trazer mais transtornos do que benefícios para a agricultura e pode posicionar as cidades em uma condição de risco maior. “Isso exigirá uma logística mais robusta, comunicação eficiente e uma gestão de riscos mais forte devido à quantidade significativa de água”, apontou.

Derradeiro de janeiro

O climatologista Werton Costa sustenta a tese de que após o dia 22 de janeiro, o Piauí contará com a formação de um sistema ciclônico que iria impulsionar uma nova Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) e gerar mais precipitações no Sul do Piauí. “Essa ZCAS naturalmente despejará muita umidade no Sul do Piauí. Temos uma modelagem que indica, do dia 22 até o dia 28 deste mês, muita chuva, ou seja, teremos o encerramento de janeiro com grandes volumes de chuva nas cidades”, concluiu.

La Niña

Outro fenômeno que está crescendo de forma exponencial e que pode garantir mais chuvas, segundo a projeção de fevereiro de 2024 para outubro de 2024 do INMET, é o fenômeno La Niña, caracterizado pelo resfriamento anormal das águas do oceano Pacífico.

Piauí e outros estados do Nordeste podem ter o fevereiro mais chuvoso da história

“Essas chuvas podem ser um fenômeno acima da média, com potencial para severidade extrema durante a La Niña. Por enquanto, é um cenário de formação da La Niña, e esse cenário, essa consistência tem fundamento na realidade, pois o El Niño já está perdendo intensidade. Medidas recentes mostram um enfraquecimento sequencial das condições térmicas no Pacífico Equatorial. Esse cenário pode ter vários efeitos, como mais chuvas”, explicou.

Fonte: Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias