DestaquePiauí

Piauiense relata desafios, com portas e janelas congeladas, no inverno canadense que chegou a -50°C

Foto: Arquivo Pessoal 

Durante este mês de janeiro, o Canadá tem registrado temperaturas surpreendentes, chegando a -50°C em algumas regiões do país. A piauiense, Vitória Dias que reside em Edmonton, na província de Alberta, conta sobre os desafios diários, desde portas e janelas congeladas por semanas até a necessidade constante de cuidados para evitar escorregões nas ruas escorregadias.

“Enfrentamos dificuldades de locomoção, seja no transporte público, que quebra no meio do caminho devido ao frio, ou nas ruas super escorregadias, onde é comum ver carros nas estradas que estão quebrados por causa do frio ou por conta de algum acidente”, acrescenta.

Rajadas de vento do Ártico fizeram as temperaturas despencarem no norte da Europa, no Canadá e nos Estados Unidos durante este mês. A piauiense que reside no Canadá há 7 anos e atua como Profissional de Marketing e Captação de Recursos para uma ONG, compartilhou com o Cidadeverde.com suas experiências enquanto o país enfrenta uma das mais intensas ondas de frio em uma década.

Vitória menciona que vem enfrentando um verdadeiro desafio. “Minha experiência climática aqui tem sido como uma montanha-russa. Estávamos tendo um inverno relativamente ameno, mas, de repente, o clima virou de cabeça para baixo no início de janeiro”, relata.

Foto: Arquivo Pessoal

A mudança abrupta no clima canadense em janeiro pegou muitos residentes de surpresa, e Vitória destaca a importância de adaptações na rotina diária para lidar com o frio intenso. “O umidificador de ar fica ligado 24 horas por dia, toalhas nas portas e janelas para absorver o gelo quando derrete e a troca de pneus do carro antes da primeira neve se tornaram essenciais”, explica.

Sobre as peculiaridades do inverno canadense, a piauiense compartilhou algumas situações engraçadas, como o cabelo que congela instantaneamente ao sair de casa e as quedas inesperadas devido ao gelo escondido sob a neve. E ainda brincou a respeito da transição do calor intenso do Piauí para o inverno canadense. “Que o vento junto com o frio queima a pele tanto quanto o sol.”, comentou. Vitória também destacou as mudanças climáticas que vem observando em relação às estações do ano. “Primavera e Outono estão sendo mais curtos, e o inverno e o verão estão se estendendo.”

Débora Cardoso, Estagiária sob supervisão
Fonte: Cidade Verde

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias