MunicípiosPiauí

Pizzaria recebe pix falso e entrega refrigerante e pizza ‘falsos’ no Piauí

Foto: Divulgação / g1.com

Robson Costa, dono de uma pizzaria da Zona Leste de Teresina, decidiu “trollar” um golpista que tentou comprar uma pizza com um pix falso na última segunda-feira (25). Para isso, ele mandou entregar uma pizza e um refrigerante “falsos”. Segundo Robson, ele já tinha tido um prejuízo de R$ 300 com a mesma pessoa há cerca de um mês e o homem já estava tentando um golpe contra outro estabelecimento.

“Há cerca de um mês, tomamos esse prejuízo de R$ 300 com um Pix falso, foi a primeira vez em 12 anos de pizzaria, aí ficamos mais vigilantes, principalmente com Pix falso. Agora a gente só entrega depois que realmente confirma o valor na conta”, contou.

Na noite de segunda-feira (25), ele notou no aplicativo bancário a chegada de dois Pix de R$ 0,01 (um centavo). Isso já deixou o empresário atento.

Minutos depois, a atendente do local informou para ele que não estava conseguindo conferir a chegada de uma transferência de um cliente que tinha mandado o comprovante. Eles notaram então que o documento era falso.

Com os dados da transferência de R$ 0,01, o homem editou o comprovante e alterou o valor para R$ 55, o valor da pizza.

A entrega

Depois de perceber que provavelmente se tratava do mesmo homem que já tinha dado um golpe na pizzaria, eles resolveram fazer uma “brincadeira” com o homem, entregando uma pizza sem recheio e um suco com sal.

“Eu fiquei sem ideia de como fazer, a pizzaiola deu a ideia de mandar só a massa seca e ela escreveu o nome ‘pix fake’ na caixa. Pro refrigerante, pegamos a garrafa vazia e colocamos um suco em pó. O entregador disse que ele ainda poderia beber o suco, aí colocamos sal”, contou.

Na hora da entrega, o endereço e as características físicas eram semelhantes às do homem que tinha aplicado o golpe anteriormente. Depois do pedido recebido e checado, o golpista disse por WhatsApp ao empresário que não tinha entendido a entrega daquela forma e em seguida bloqueou a pizzaria.

Ele destacou outra característica desse tipo de golpe:

“Outro detalhe é que ele não colocou o endereço normal, ele coloca que tá na rua, que a casa dele está sem endereço correto, que a casa não tem número. Eles fazem isso pra gente não ter como cobrar, quando descobrir”, destacou o empresário.

Fonte: g1 Piauí

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo