Picos

Por falta de leitos, macas do Samu ficam retidas no Hospital Regional de Picos

Por falta de leitos, macas do Samu ficam retidas no Hospital Regional de Picos

A falta de leitos no Hospital Regional Justino Luz de Picos, o único pronto-socorro público da cidade, tem comprometido as atividades em outros setores da saúde pública, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Funcionários do órgão relataram que rotineiramente os veículos têm as macas retidas no para a acomodação de pacientes.

Cada paciente socorrido pelo Samu é transportado por uma maca até o serviço de emergência da unidade de saúde, mas segundo um servidor do SAMU, as equipes já chegaram a ficar até duas horas à espera da liberação do equipamento.

O problema está dificultando o trabalho da instituição devido os profissionais ficarem impedidos de atender os chamados direcionados pela central de regulação, além de ocasionar prejuízos para a população que venha a necessitar do serviço.

A equipe de reportagem do Portal Grande Picos flagrou uma ambulância parada no estacionamento do hospital por quase uma hora, aguardando que o equipamento fosse liberado.A direção do hospital informou, por meio da assessoria de imprensa, que o número de atendimentos teve um aumento acima da capacidade do setor emergência e o número de maca existente não está sendo suficiente para atender a demanda.

Segundo a direção, esse fato não ocorre de forma corriqueira, e que orienta constantemente o seu serviço para que não haja retenção de macas do Samu além do tempo mínimo necessário para avaliar o paciente.

Fonte: Grande Picos

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar