Destaque

Professor de escola estadual volta às aulas presenciais e morre de Covid-19

O professor Sidney Gasparelo morreu de Covid-19 aos 46 anos, na última sexta-feira (4), em Sorocaba (SP). Ele foi internado no dia 31 de maio e intubado no dia 2 de junho, mas não resistiu à doença.

Atuante nas lutas em defesa da educação e integrante do coletivo “Na Escola e Na Luta”, Sidão, como era conhecido pelos amigos, trabalhava como professor de história nas escolas estaduais Rafael Orsi e João Rodrigues Bueno.

Segundo o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), o professor estava trabalhando presencialmente quando foi infectado.

Ele passou seis dias internado no PA da zona oeste e, um dia antes da morte, foi transferido para um hospital conveniado do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe), em São Paulo (SP).

Professor tinha 46 anos de idade e não resistiu às complicações da doença (Foto: Reprodução)
Professor tinha 46 anos de idade e não resistiu às complicações da doença (Foto: Reprodução)

‘Tocou a vida de muita gente’

Desde cedo na carreira, Sidney deu aulas para Kethyrin Narielle na escola Rosemary de Mello Moreira Pereira, no bairro Vitória Régia. Os dois construíram uma amizade mesmo fora da sala de aula e o professor chegou a ser um apoio para a jovem durante um momento difícil da vida dela.

“Ele era o tipo de professor que não tinha inimizade com ninguém, nem com o pior aluno da sala. Brincava muito, fazia piadas e ensinava muito bem. Brincávamos que ele era o ‘professor galã'”, relembra.

Kethyrin teve aulas com Sidney dos 14 anos de idade até se formar no ensino médio. Hoje, com 30 anos, atua como autônoma e conta que, mesmo anos depois de ter saído da escola, mantinha uma grande amizade com o ex-professor.

Fonte: Meio Norte

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar