Picos

Proprietários de vans realizam manifestação em Picos

Concentração na Avenida Severo Eulálio – Foto: Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (13) proprietários de vans que integram a Cooperativa de Transporte Alternativo (COOCAPEVI) realizaram uma manifestação pacífica em Picos. Na pauta das reivindicações está o acesso a ruas centrais da cidade, possibilitando parada nas proximidades de estabelecimentos bancários, de saúde e órgãos do Estado, bem como intensificar as fiscalizações, de forma permanente, sobre os veículos de transporte clandestino.

A manifestação contou com a participação de mais de 60 “vanzeiros” oriundos da grande região de Picos. A concentração do ato ocorreu na Avenida Severo Eulálio. Do local, os veículos sairam em carreata pela Avenida Deputado Sá Urtiga (Bomba), Avenida Getúlio Vargas (Centro) com encerramento no Palácio Coelho Rodrigues.

O diretor presidente da COOCAPEVI, Edmar Vieira, destacou que a manifestação é um ato de luta pela garantia dos direitos da categoria que nos últimos anos vem tendo prejuízo com a diminuição de passageiros.

“Essa manifestação pacífica foi aprovada em Assembleia com o objetivo de resgatarmos os nossos direitos que é a circulação das vans próximos aos órgãos bancários, do Estado, que hoje estamos impedidos de deixá-los. Essa situação tem nos causado muitos prejuízos e fez com que aumentasse o número de transporte irregular. Além disso, perdemos passageiros, muitas pessoas deixaram de usar o transporte alternativo por conta dessa restrição”, frisou Edmar Vieira.

Edmar Vieira

Edmar explicou que diariamente os “vanzeiros” transportam 3.500 pessoas para a cidade de Picos. Há três anos, esse número atingia a marca de 5.000 passageiros.

Além das reivindicações citadas, os proprietários de vans também solicitam a recuperação do estacionamento de veículos no Shopping do Povo, parada de embarque e desembarque de passageiros na Praça Félix Pacheco e Josino Ferreira, entre outras solicitações.

Após a manifestação, a Prefeitura de Picos através da procuradoria e da Secretaria de Transportes, Trânsito e Mobilidade Urbana, se reuniram com os representantes do movimento para discutir as solicitações.

Fonte: Folha Atual

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar