MunicípiosPiauí

Quatro barragens sangraram nas últimas semanas devido às fortes chuvas no Piauí

As barragens Pedra Redonda (Conceição do Canindé), Salinas (São Francisco do Piauí), Emparedado (Campo Maior) e Mesa de Pedra (Valença do Piauí) sangraram nas últimas semanas. Os reservatórios, que são de responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), fazem parte de uma infraestrutura hídrica essencial para o Estado, pois fornecem água para as comunidades locais realizarem suas atividades cotidianas, como plantação e criação de animais.

Além de desempenharem funções vitais para as cidades onde estão localizadas, os reservatórios também são utilizadas para o lazer das comunidades. “É muito comum as pessoas se divertirem nos fins de semana nestes locais, muitos já têm estruturas de bares e pequenos restaurantes. E, quando os reservatórios sangram proporcionam um espetáculo à parte para quem tem a oportunidade de testemunhar”, disse o diretor-geral do Idepi, Felipe Eulálio.

As equipes técnicas do Idepi estão realizando vistorias em todos os reservatórios desde dezembro passado com o objetivo de monitorar a segurança e o estado de conservação das estruturas. “O Idepi continua seu compromisso com a segurança e a manutenção das barragens sob sua responsabilidade, garantindo que elas continuem a servir comunidades do Piauí de maneira confiável e sustentável. Temos feito vistorias, inclusive em alguns locais nossas equipes já estiveram mais de uma vez por conta das fortes chuvas, para acompanharmos de perto cada mudança. É importante frisar que todas as barragens estão seguras. Algumas já atingiram seu nível máximo. Outras já estão com mais da metade da capacidade”, explicou o gerente de Recursos Hídricos, Pierre Godinho.

Felipe Eulálio enfatizou ainda que todas as 15 barragens sob responsabilidade do Idepi passarão por manutenção. As obras já devem iniciar ainda neste mês de março. “Nossas equipes estão fazendo visitas periódicas aos reservatórios. E, a partir deste mês de março, iniciaremos as obras de manutenção. Vamos aplicar R$ 22 milhões na conservação dos nossos reservatórios. Serão realizadas as melhorias estruturais e reparos necessários, como a retirada de vegetação do entorno da estrutura, limpeza e reforma de meio-fio”, garantiu o diretor-geral do Idepi.

Saiba mais sobre as barragens:

Barragem Salinas (São Francisco do Piauí):

– Capacidade: 387,41 hm³ de água.

-Finalidades: além de ser responsável pela perenização do Rio Salinas, a Barragem Salinas desempenha um papel vital no abastecimento da cidade de Francisco Ayres. Ela é utilizada para práticas de piscicultura e irrigação de plantações, contribuindo para o desenvolvimento econômico e agrícola da região.

Barragem Mesa de Pedra (Valença do Piauí):

– Capacidade: 65,65 hm³ de água.

– Finalidades: a Barragem Mesa de Pedra exerce um papel crucial na perenização do Rio Sambito, garantindo o abastecimento da cidade de São Félix do Piauí. Além disso, é um ponto estratégico para atividades de piscicultura e irrigação de plantações, fortalecendo a economia local.

Barragem Pedra Redonda (São Francisco do Piauí):

-Capacidade: 216 hm³ de água.

-Finalidades: a Barragem Pedra Redonda desempenha múltiplos papéis, desde a perenização do Rio Canindé até o abastecimento dos municípios de Conceição do Canindé, Isaías Coelho e Campinas do Piauí. É uma importante fonte para práticas de piscicultura e irrigação de plantações, promovendo o desenvolvimento sustentável dessas localidades.

Barragem Emparedado (Campo Maior):

– Capacidade: 5 hm³ de água.

– Finalidades: Reservatório com menor capacidade, a Barragem Emparedado é essencial para o abastecimento de comunidades rurais de seu entorno. Ela contribui para atividades de piscicultura e irrigação de pequenas plantações ao longo do Rio Jenipapo, fortalecendo as atividades agrícolas nessas áreas.


*RevistaAZ/Com informações do Governo do Estado

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias