DestaqueEducação

Regina Sousa descarta novo reajuste aos professores e prepara decreto

Os trabalhadores da rede estadual de ensino do Piauí estão em greve há 86 dias e reivindicam o reajuste do piso nacional de 33,24% além de 17% relacionados aos anos de 2019 e 2020. Nesta quarta-feira (18/05) o Tribunal de Justiça do estado (TJ-PI) manteve o entendimento de ilegalidade da greve dos magistrados e dobrou a multa diária que antes era R$ 10 mil e agora passava a ser R$ 20 mil casa o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Piauí (Sinte) não encerre a paralisação.

Em solenidade realizada nesta quinta-feira (19/05) a governadora Regina Sousa voltou a declarar que o Piauí não tem condições de arcar com o reajuste pleiteado pelos professores da rede estadual.

    Reprodução

“A gente não tem mais como dar reajuste, se tivéssemos dinheiro esse seria o melhor momento para dar reajuste. Não é uma coisa que eu faça por birra é porque não tem dinheiro”, disse a governadora.

Regina Sousa explicou que deve editar um decreto convocando os professores para o retorno a sala de aula e regulando medidas emergenciais, inclusive a contratação de substitutos.

“A gente vai fazer um decreto conclamando-os para estarem retornando a sala de aula na segunda-feira (23/05), se não a gente vai começar a contratar os professores substitutos para colocar na sala de aula para as crianças não perderem todo o seu ano”, explica a chefe do executivo.

Fonte: 180graus

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo