Municípios

Aos 10 anos, ‘vaqueirinha ostentação’ do Piauí coleciona mais de 300 mil seguidores nas redes sociais

A piauiense Railena Ribeiro Lima, conhecida como Railena Show ou”vaqueirinha ostentação” pelos fãs nas redes sociais, tem apenas 10 anos e acumula mais de 300 mil seguidores no Instagram e 200 mil inscritos no Youtube.

Ela começou a conquistar o público aos seis anos, tocando teclado e cantando músicas autorais. Com a ajuda e incentivo do pai, ela agora está aprendendo a tocar sanfona. Ela inicialmente tocava e cantava músicas de outros artistas, mas após receber incentivo dos pais, também começou a compor suas próprias músicas.

Railena Show começou a tocar teclado com seis anos de idade após incentivo do pai — Foto: Arquivo Pessoal Rejane Lima
Railena Show começou a tocar teclado com seis anos de idade após incentivo do pai — Foto: Arquivo Pessoal Rejane Lima

De acordo com Rejane Lima, mãe da jovem cantora, além do teclado, a menina está aprendendo tocar sanfona.

“Um certo dia, o pai dela decidiu comprar um teclado e, quando ela chegou da escola, ele ensinou algumas notas simples. Nós vimos que ela tinha futuro e decidimos correr atrás de alguém que ensinasse ela”, contou.

Railena Show durante uma live em seu canal do Youtube, que ja tem quase 200 mil inscritos. — Foto: Arquivo Pessoal Rejane Lima
Railena Show durante uma live em seu canal do Youtube, que ja tem quase 200 mil inscritos. — Foto: Arquivo Pessoal Rejane Lima

Ainda segundo Rejane, para dar conta da rotina puxada e manter o cuidado com a voz, Railena passou a fazer aulas de canto e tem um acompanhamento de uma fonoaudióloga.

“Vaqueirinha ostentação”

Railena ganhou o apelido “Vaqueirinha ostentação” após o lançamento de um hit com o mesmo nome. O clipe oficial da música, que está disponível no Youtube, já ultrapassou 200 mil visualizações.

O clipe foi gravado em uma fazenda e tem como personagem principal a própria Railena, que canta, dança e até monta em um cavalo. Na letra da música, a jovem cantora piauiense enaltece a vaquejada, atividade cultural bastante popular no nordeste brasileiro, e ostenta riquezas e posses.

Letra:

Na Vaquejada aonde eu chego
chamo logo atenção
na região sou conhecida
A vàqueirinhá ostentação
Minha calça é rasgada
Minha bota já tá no pé
O meu cavalo ta selado
Venha ver como é que é
O meu relógio é de ouro
Colar brilha no pescoço
O cavalo que eu tô montanda
Ele vale um Milhão

Além da música Vaqueirinha Ostentação, Railena já gravou outros quatro clipes de músicas autorais com a ajuda de seu pai. Os hits Primeiro Amor, Arquibancada, Tô na zoeira também estão disponíveis no seu canal no Youtube.

Apresentações durante a pandemia

Mesmo apesar da pouca idade, a jovem já realizou apresentações em bares e restaurantes de cidades do interior do Piauí e do Ceará, mas por causa da pandemia teve que se adaptar à nova realidade.

“Quando eu era mais nova acompanhava o meu pai, quando ele era um integrante de uma banda, e a gente também sempre conversava muito sobre música no trajeto para a escola e no tempo livre”, lembrou Railena.

A cantora mirim contou que se inspira em cantoras populares como Taty Girl e Márcia Felipe. Ela relata que sente falta das apresentações presenciais que foram suspensas durante a pandemia.

“Eu já fiz duas lives profissionais no Youtube e agora também faço pequenas transmissões no meu perfil no Facebook e no Instagram”, disse.

Rotina normal de uma criança

Rejane Lima, mãe de Railena, é responsável por administrar as redes sociais da filha — Foto: Arquivo Pessoal Rejane Lima
  Rejane Lima, mãe de Railena, é responsável por administrar as redes sociais da filha — Foto: Arquivo Pessoal Rejane Lima

Para dar conta das atividades do dia a dia, Railena recebe ajuda da irmã mais velha e da mãe, que são responsáveis por administrar as redes sociais e cuidam da agenda musical.

“Eu tenho tempo para tudo. Para ensaiar o teclado e a sanfona com o meu pai e para brincar como qualquer outra criança. Agora eu estou assistindo aulas online e não mais presenciais. A diferença é que antes eu me apresentava pessoalmente, mas com fé em Deus a pandemia vai passar e eu vou voltar a fazer os meus shows”, contou.

Railane já fez participações nos shows do cantor Zé Vaqueiro, da Márcia Fellipe, Michele Andrade, Tony Guerra, Hanna e Taty Girl. A cantora mirim revela que, atualmente, um dos seus maiore sonhos é poder dividir o palco com as cantoras Simone e Simaria.

Fonte: G1 PI

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar