Destaque

Cabo eleitoral é preso no Piauí por compra de votos e associação criminosa

A Promotoria de Justiça de Elesbão Veloso instaurou procedimento de investigação criminal para apurar denúncias sobre captação de sufrágio (compra de votos) no município. Com base nas informações obtidas, o Ministério Público requereu a expedição de mandado de busca e apreensão na residência do cabo eleitoral Moisés Ferreira da Silva.

Cabo eleitoral é preso no Piauí por compra de votos e associação criminosa

O promotor de Justiça José William Pereira Luz e a Polícia Civil de Elesbão Veloso cumpriram nesta quinta-feira (05/11) as diligências e apreenderam documentos, anotações e dinheiro que indicam a existência e o funcionamento de um esquema para uso da máquina pública e distribuição de dinheiro condicionada à venda de votos. A equipe encontrou R$ 3.400,00 em cédulas, separadas em maços e etiquetadas com nomes de possíveis destinatários, além de material de construção e notas fiscais. Também foi apreendido um aparelho celular, no qual havia conversas com negociações.

“No exercício das atividades de fiscalização das eleições municipais de 2020, chegou ao conhecimento da Promotoria de Justiça a informação de que Moisés Ferreira da Silva estava oferecendo vantagens financeiras a eleitores do município de Elesbão Veloso em troca de apoio político para os candidatos vinculados à Coligação Unidos por Elesbão (PP e PTB), que é apoiada pela atual gestão”, pontuou o promotor de Justiça William Luz.

O cabo eleitoral foi preso em flagrante delito e permanece à disposição do Poder Judiciário. O juiz da 48ª Zona Eleitoral converteu a prisão em preventiva, considerando indício de atuação de uma associação criminosa voltada para a prática de ilícitos eleitorais.

Fonte: MP-PI

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar