MunicípiosNotícias

Com chuvas reduzidas, janeiro deve ser de altas temperaturas no Piauí

Com chuvas reduzidas, janeiro deve ser de altas temperaturas no Piauí

As chuvas deram uma trégua nos últimos dias e a temperatura aumentou. Segundo especialistas, as temperaturas tendem a ser elevadas dentro da média no Piauí, pela ausência de chuvas. É difícil haver um só piauiense que não esteja reclamando das altas temperaturas nesses últimos dias.

Tudo bem que o período chuvoso marca o início da estação chuvosa no estado, com uma ou mais chuvas. Porém, o que se viu nas últimas semanas foram precipitações acima da média, chegando a chover até por uma semana, quase todos os dias. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), só em Teresina, choveu 360 mm em 20 dias.

Segundo a meteorologista da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar), Sônia Feitosa, a quadra chuvosa para o estado deve ser abaixo da média para todo o mês de janeiro e com isso, os piauienses terão que se acostumar aos termômetros marcando altas temperaturas. “A previsão é de que não teremos um janeiro muito bem de chuvas, apesar de termos um dezembro chuvoso. Para os próximos dias, teremos chuvas reduzidas. Na realidade, as chuvas aumentaram um pouco neste domingo em todo o estado, sem registrar grandes volumes”.

Em se tratando de temperatura, Sônia explica que o período recebe maior radiação solar. “Somos a região mais aquecida, ou seja, na linha do Equador e isso faz com que nossa região absorva maior radiação solar e, consequentemente, as temperaturas sejam mais fortes, no mínimo temos onze horas de dias solares”, caracteriza.

“As temperaturas tendem a ser elevadas dentro da média do período. Estamos oficialmente no verão desde 21 de Dezembro. Contudo, as médias tendem a ser, no geral, inferiores ao pico de B-R-O-Bró em face da nebulosidade maior e de certa umidade do solo ainda presente. As temperaturas subirão na maior parte do país em face de um bloqueio de uma grande massa de ar seco. Janeiro é o mês da aproximação da Zona de Convergência Intertropical sobre o Nordeste”, explica o climatologista e professor da Universidade Estadual do Piauí ( UESPI), Werton Costa.

As elevadas temperaturas são vistas com estranheza pela população nesse começo de 2019. Para o pesquisador, caso haja novas chuvas, as temperaturas não devem ficar elevadas. “Essa condição de calor vai ser atenuada conforme as chuvas retornem à capital. Elas já retornaram a vários municípios”,afirmou.

Sônia Feitosa ressalta que os modelos de previsão apontam para uma intensificação das chuvas em todo o Nordeste apenas no mês que vem. “Há uma tendência para a segunda quinzena de fevereiro das chuvas virem com maior intensidade”, afirma a meteorologista.

Fonte: Meio Norte

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar