Destaque

Conheça as 10 cidades do Piauí mais vulneráveis à crise do coronavírus

Conheça as 10 cidades do Piauí mais vulneráveis à crise do coronavírus

O Instituto Votorantim divulgou o Índice de Vulnerabilidade Municipal (IVM), elaborado com objetivo de indicar o grau de vulnerabilidade de cada município brasileiro em relação aos impactos provocados pela pandemia de Covid-19.

O IVM utiliza dados secundários públicos obtidos por meio de fontes oficiais, sendo disponibilizado para apoiar a tomada de decisão de gestores públicos e privados envolvidos em ações de combate à pandemia. No Piauí, o indicativo mostra que as cidades com mais alto grau de vulnerabilidade em relação à covid-19, são:

São Raimundo Nonato, Cristino Castro, Cocal de Telha, São Braz do Piauí, Parnaguá, Manoel Emídio, Paes Landim, Fartura do Piauí, Nossa Senhora do Nazaré  e Curimatá.

Todos estes municípios possuem índice de vulnerabilidade superior a 70, numa escala que vai de 0 a 100, indicando que quanto maior o valor do índice de um determinado município, mais vulnerável e suscetível ele está com relação aos impactos da COVID-19.

Ainda em relação ao IVM, São Raimundo Nonato é a nona cidade do Brasil mais vulnerável a sofrer com os impactos da pandemia, abrangendo as mais distintas esferas, como por exemplo, sanitária, econômica e social.

Por outro lado, dentre as cidades com menor vulnerabilidade no Piauí, destacam-se: Teresina, Baixa Grande do Ribeiro, Curralinhos, Floriano e Pau d’Arco do Piauí. Apesar de possuir o maior número de óbitos e de casos confirmados no Piauí, a capital inclui-se na lista das menos vulneráveis por possuir uma rede de saúde mais robusta, cerca de 80% dos leitos de terapia intensiva do Estado ficam em Teresina.

Fonte: Meio Norte

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar