Em entrevista à TV Cidade Verde, Bolsonaro diz que combaterá a política do “coitadismo” e nega que prejudicará o Piauí; assista a reportagem

0
319

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, garantiu em entrevista exclusiva à TV Cidade Verde que combaterá a política do “coitadismo”, falou sobre a polêmica do WhatsApp e destacou projetos para o Piauí, caso seja eleito no próximo domingo, dia 28.

A entrevista foi concedida do seu apartamento no Rio de Janeiro ao jornalista Joelson Giordani. Desde o atentado, o candidato do PSL suspendeu agenda de rua e de forma limitada recebe imprensa e autoridades políticas.

Preconceito

Para Jair Bolsonaro, as políticas afirmativas que batizou de “coitadismo” reafirmam o preconceito.

“…estão se moldando o caráter. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do Nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso”, disse Bolsonaro em entrevista veiculada nesta terça-feira (23), no Jornal do Piauí.

O candidato condenou também as políticas de cotas e disse que é uma maneira de dividir a sociedade.

“Não devemos ter classe social por questões de cor de pele, por opção sexual. Somos todos iguais perante a lei”, disse.

O atentado

Bolsonaro contou na entrevista com o Joelson Giordani que o atentado mudou sua rotina de vida e comparou com a do juiz Sérgio Moro por não pode sair de casa livremente, mas considerou a missão uma “causa justa”.

Ele disse ainda que durante a campanha temia um ato de violência. “…Essa possibilidade já estava no nosso radar, um ato de violência, uma pedrada, mas não uma facada”.

Polêmica WhatsApp

Bolsonaro atacou o jornal Folha de São Paulo e disse que é uma matéria “plantada” e negou as acusações de que sua campanha fez disparo em massa no WhatsApp contra o candidato do PT, Fernando Haddad.

“Não tenho qualquer contato com empresário e nunca pedi para ninguém fazer isso”, disse. Ele garantiu que nunca fez um impulsionamento anti-PT na sua rede social.

“Para derrotar o PT não precisa de fake news. Você derrota o PT com verdades”.

Relação com o governador Wellington Dias

O candidato negou que fará perseguição ao governador Wellington Dias (PT).

“Não podemos prejudicar o povo do Piauí, qualquer estado que seja, porque tem um governador que não se alinhe ideologicamente  conosco. Vamos tratar todos os estados de forma republicana”.

TV Cidade Verde entrevista Jair Bolsonaro – Foto: Cidade Verde

Projetos para o Piauí

Na entrevista, o candidato garantiu que vai trabalhar para alavancar o Agronegócio no Piauí e levar segurança jurídica ao campo. Bolsonaro também se comprometeu em ajudar o turismo do estado e a construção do Porto.

Sobre o MST, o candidato deixou claro que vai trata-lo como ação de terrorismo.

“Ações do MST serão tipificadas como terrorismo. Esse pessoal não pode continuar levando terror ao campo e ficar imune em nome do movimento social”.

Assista a entrevista:

Fonte: Por Yala Sena/Cidade Verde

Comentários Facebook

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA