DestaqueGeral

Exame de mamografia é essencial para diagnóstico preventivo do câncer de mama

É chagado o mês de outubro e, com ele, a campanha de controle do câncer de mama, intitulada Outubro Rosa. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), só este ano, são esperados 59.700 novos casos da doença no Brasil. E entre os métodos de diagnóstico precoce está o autoexame das mamas e a mamografia.

A mamografia, por exemplo, é o principal recurso para identificar lesões que não foram palpados pelo médico. O exame identifica tumores de 0,3 milímetros.

Todavia, muitas mulheres têm medo da mamografia, por ser um exame de Raio X onde a mama é posicionada no mamógrafo e pressionada na horizontal e vertical para uma melhor visualização. O exame dura, em média, seis minutos e a paciente deve ficar calma e imóvel.

O mastologista Luiz Ayrton Santos, presidente da Fundação Maria Carvalho Santos, que lidera a campanha Outubro Rosa no Piauí, alerta que o medo prejudica na hora de fazer o exame.

“O medo colabora para a dor, é importante desmitificar esse medo. E ainda é possível que, daqui uns 5 a 6 anos, algumas mulheres possam não precisar fazer mamografia. Existe um estudo sobre um exame de sangue, chamado biopsia líquida, que poderá identificar o câncer de mama”, pontua.

O médico cita também que, quando a mulher sente dor na hora de fazer a mamografia, é porque tem quantidade maior de glândulas do que de gordura na mama. Isso ocorre em mulheres mais jovens ou que não amamentaram.

“A mama dói porque há necessidade da compressão, é uma fotografia da mama. Assim, a mamografia causa um pouco de desconforto em mamas muito densas ou muito pequenas”, esclarece o mastologista Luiz Ayrton Santos.

Fake news

Além disso, há a disseminação de informações falsas sobre o exame, como a que ele causaria câncer, e que acaba afastando as mulheres do diagnóstico precoce. “A mamografia é uma radiação, mas a quantidade é tão pequena que o tempo para a mulher vir até o câncer, ela precisaria ter uns 150 anos de exposição. Assim, os benefícios [da mamografia] são bem maiores”, esclarece Luiz Ayrton Santos.

Intervalos 

No Brasil, divulgou-se por muito tempo que a mamografia deve ser feita todo ano. Mas o médico Luiz Ayrton Santos explica que não é bem assim. O exame deve ser feito de acordo com o tipo de mama e as necessidades de cada mulher.

“Quando se diz que a mulher deve fazer uma vez por ano, é algo geral. Mas algumas mamas mais densas devem ser feitas a cada 10 meses. E em algumas clínicas particulares, o médico é proibido de realizar mais de um exame no período de um ano e isso dificulta, pois, se a mulher necessita, o médico deve estar livre para realizar o exame”, detalha Luiz Ayrton Santos.

Fonte: O Dia

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar