Destaque

Exército recebe denúncia de que pipeiros estão usando água imprópria

O 25º Batalhão de Caçadores intensificou a fiscalização de pipeiros nos municípios do Piauí, após denúncias de que eles estão seguindo rotas diferentes ao determinado pelo contrato. Além de não cumprir com o roteiro, os motoristas contratados teriam dois empregos, o que inviabiliza o cumprimento do acordo, e abastecendo os carros-pipa com água imprópria para o consumo.

Segundo o tenente-coronel do Exército Nixon Frota, a operação carro-pipa atende 62 municípios piauienses e atinge uma população de 200 mil pessoas. O público alvo do serviço são famílias que necessitam desta água, em alguns casos esta é a única fonte potável.

Carros pipas distribuem água no sertão do Piauí

“Estamos recebendo várias denúncias de irregularidades de pipeiros, entre elas de que os motoristas estão acumulando empregos e não teriam tempo hábil para cumprir com o serviço. Em dezembro e janeiro tivemos acidentes envolvendo pipeiros, uma das possíveis causas seria o excesso de cargo de trabalho. Estamos orientando eles para não fazerem isso”, comentou.

Outra denúncia grave refere-se ao fornecimento de água não potável. Pipeiros estariam abastecendo os carros em mananciais não aprovados pelas Coordenadorias municipais da Defesa Civil para diminuir o tempo de viagem.

“Estamos notificando estes motoristas e eles têm um prazo para prestar esclarecimento. Caso comprovado que houve uma irregularidade será aberto um processo administrativo e o pipeiro ficará fora dessa atividade. Qualquer pessoa pode ligar para o Disque Denúncia, no telefone 3301-0402, e avisar de problemas com carros-pipa”, informou o tenente-coronel.

G1 Piauí

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar