DestaqueEntretenimento

Famosa por ‘O Clone’, Jandira Martini morre aos 78 anos

A atriz Jandira Mantini, que ficou famosa ao interpretar a personagem Zoraide na novela “O Clone” (2002), escrita por Glória Perez, morreu nesta segunda-feira (29). Ela lutava contra um câncer de pulmão. A morte da atriz foi revelada por amigos nas redes sociais, como o ator Marcos Caruso, no ar em “Elas Por Elas”, na manhã desta terça-feira (30).

“Jandira Martini, minha maior amiga e prova de que os opostos se atraem e se completam. Juntos escrevemos peças, roteiros de cinema, séries e novelas. Minha grande confidente, conselheira e responsável pelas minhas maiores gargalhadas. Minha mestra. Sabe quando você passa pela escola na qual você estudou e vê que o prédio foi demolido? Assim me sinto com a sua partida”, lamentou o artista.

FOTO: REPRODUÇÃO

A atriz Jandira Martini tinha uma extensa lista de trabalhos prestados à teledramaturgia brasileira. Ela começou a carreira em 1966, mas ganhou fama nacional em 1987, quando aturou em “Sassaricando”, da TV Globo. Na novlea, ela interpretou Teodora Abdala. De lá para cá, emendou vários trabalhos na televisão.

Carreira

Foi nos anos 2000 que a atriz interpretou seus papéis mais famosos. Em 2002, ela viveu Eugênia, uma beata fervorosa, em “Os Maias”. No mesmo ano, conquistou o público com Zoraide, conselheira da protagonista Jade (Giovanna Antonelli) em “O Clone”. Na trama, ela lia a sorte pela borra do café e era casada com de Ali (Stênio Garcia).

Ela também participou de outras produções de Glória Perez, como “América” (2005), “Amazônia, de Galvez a Chico Mendes” (2007), “Caminho das Índias” (2009) e “Salve Jorge” (2012). Jandira Martini nasceu em Santos, São Paulo. O último trabalho da atriz nas telinhas foi em uma participação na série “Viver do riso”, em 2018.

Nas redes sociais, fãs lamentaram a morte da atriz. “Perdemos a gigante Jandira Martini que nos deixou ontem aos 78 anos. O talento dela sempre fez papéis coadjuvantes se tornarem gigantes na tela, inesquecível, vá em paz amada Jandira”, escreveu Paula Moreti. “Lembro dela num dos filmes dos Trapalhões. Descanse em paz!”, disse Augusto Fagundes.

Fonte: Em Off/Meio Norte

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo