Furto de energia poderá ser cobrado de todos consumidores no Piauí

Segundo informações do blog do Lauro Jardim, do O Globo, o Governo Federal autorizou que as distribuidoras de energia elétrica façam o repasse do custo com furto de energia para consumidor, ou seja, o consumidor que utiliza o serviço de forma legal pode ser cobrado por quem utiliza a energia elétrica ilegalmente.

A medida atinge apenas alguns estados, entre eles está o Piauí, Amazonas, Rondônia, Roraima, Acre e Amapá. O jornalista afirmou que o Ministério de Minas e Energia já publicou a portaria em que autoriza a Aneel a flexibilizar a cobrança dos prejuízos com furtos e dos custos operacionais das distribuidoras. Com a autorização, são as distribuidoras que decidem se irão fazer esse tipo de cobrança.

Todas as distribuidoras afetadas são da Eletrobras e devem ser privatizadas ainda neste ano. “Na prática, quem pagará as contas dos gatos e gambiarras este ano serão os consumidores. Essa é uma conta que pode chegar a R$ 500 milhões, segundo especialistas do setor”, informou o jornalista.

Lauro Jardim explicou que o governo tem trabalhado para tentar reduzir o custo dos riscos com furtos de energia e que já foram abertas mais de 35 consultas públicas por parte do Ministério de Minas e Energia sobre as mudanças que podem ser feitas nos contratos de concessão das distribuidoras, exatamente para reverter essa situação.

GP1

Comments