MunicípiosPiauí

‘Homem-aranha’ salva criança de rua alagada no Piauí e viraliza

O morador Luís Alexandre do Residencial Torquato Neto, Zona Sul de Teresina, se transformou no homem-aranha para salvar uma criança de uma rua alagada no bairro. Essa foi a forma que ele encontrou de fazer um protesto diferente e denunciar o problema crônico de alagamentos no residencial. Em nota, a Prefeitura de Teresina (PMT) informou que já existe um projeto de drenagem pronto, mas não há recursos para executá-lo.

“Aqui é uma rua que dá acesso a uma creche e uma escola e as crianças precisam atravessar essa rua. Todos os anos, no período chuvoso, cria um matagal na rua e inunda. E quando chove a gente fica ilhado, ninguém passa”, disse o “super-herói”.

‘Homem-aranha’ salva criança de rua alagada em Teresina e vídeo de protesto viraliza — Foto: Reprodução

O ponto fica localizado na Rua José Ulisses Leal próximo ao Centro Municipal de Educação Infantil Engenheiro Matias Matos e a Escola Municipal Graciliano Ramos. Luís Alexandre contou ao g1 que quando chove as crianças acabam ficando “presas” na CMEI porque a rua fica alagada.

No vídeo, que ele gravou com seu filho, ele entra no ponto de alagamento com o menino nos braços e mostra que a água chega a cobrir completamente suas pernas, chegando quase à cintura. Para uma criança, é impossível passar pelo local.

Foi neste ponto do vídeo que uma mulher morreu levada pela água durante uma forte chuva em 2018. Carla Daniela Moares Rodrigues, 32 anos, foi achada morta após ser levada pela enxurrada durante a noite.

Rua alagada após forte chuva no bairro Torquato Neto — Foto: Reprodução /Redes Sociais
Rua alagada após forte chuva no bairro Torquato Neto — Foto: Reprodução /Redes Sociais

Ainda segundo o morador, não é primeira vez que ele grava vídeos na rua alagada. Em sua rede social ele costuma compartilhar conteúdos do dia a dia no bairro e os alagamentos são temas frequentes. Os moradores do residencial sofrem há mais de 13 anos com a falta de drenagem.

“Todos os anos é a mesma situação aqui no Torquato Neto, todos os anos. Nós já sabemos que no período chuvoso muitas crianças faltam aula e até pra nós adultos fica difícil pra ir pro trabalho porque sabe que vai ter que atravessar um rio, ou então fica ilhado”, explicou.

O que diz a prefeitura

A PMT, por meio da Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas Sul (Saad Sul), afirmou que tem conhecimento dessa situação e de mais de 15 pontos críticos de alagamento no residencial.

Residencial Torquato Neto, Zona Sul de Teresina — Foto: Reprodução/TV Clube
Residencial Torquato Neto, Zona Sul de Teresina — Foto: Reprodução/TV Clube

Conforme o gerente de serviços urbanos da Saad Sul, Islanilton Gomes, a resolução do problema é a construção de uma galeria que atualmente está orçada em mais de R$ 140 milhões.

“O residencial foi construído sem nenhum um plano de drenagem e hoje os moradores sofrem as consequências. Já tem um projeto feito, mas não dispomos de todo o recurso para iniciar a obra que vai resolver de vez esse problema do Torquato Neto”, afirma Islanilton.

‘Balneário Torquato Neto’

Em 2022, em protesto pela falta de uma galeria no residencial, um morador sentou em uma das ruas alagadas e ironizou o problema de drenagem na região. Moradores gravaram vídeos que mostram as ruas do Torquato Neto intrafegáveis após forte chuva em março de 2022.

Moradores do Torquato Neto mostram ruas alagadas após forte chuva.

“Aqui é o meu Balneário Torquato Neto. Obrigada Dr. Pessoa e o pessoal da Saad Sul que tá proporcionando essa maravilha”, disse.

Em outro vídeo, moradores se arriscam na enxurrada e tentam atravessar a rua coberta por água da chuva. Crianças são carregadas nos braços.

Fonte: g1 Piauí

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Portal É Notícias