DestaqueGeral

Localizada no Piauí, maior usina de energia solar da América Latina é liberada para operação

Localizada no Piauí, maior usina solar da América Latina é liberada para operação – Foto: Reprodução

A Semar (Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Piauí) entregou as licenças ambientais de operação para a usina fotovoltaica e da linha de transmissão de 500 KV de Nova Olinda – São João do Piauí/Ribeira do Piauí. O Brasil passou a ser considerado a matriz energética menos poluente do mundo.

A empresa responsável pelo projeto é a Enel Green Power Brasil que ganhou o leilão de energia solar realizado em agosto de 2015. O investimento é da ordem de US$ 300 milhões e a usina está localizada no município de Ribeira do Piauí, a 377 quilômetros de Teresina, na microrregião do Alto Médio Canindé.

Segundo o superintendente de Meio Ambiente da Semar, Carlos Moura Fé, “O Piauí tem o compromisso de buscar a cada dia, o desenvolvimento, com a geração de mais emprego e renda. A Semar fez um esforço para liberar em tempo recorde, em apenas três meses, as licenças de operação, tanto do parque como da linha de transmissão que interliga essa unidade de geração de energia à subestação de São João do Piauí. Entendemos que um empreendimento deste porte é de suma importância para alavancar o nosso desenvolvimento, além de nos colocar em posição de destaque entre os estados geradores de energia renovável. Este é o maior empreendimento de energia fotovoltaica da América latina”.

Nos últimos anos, o estado do Piauí vem ocupando um papel de destaque no cenário de recebimento de novos investimentos relacionados à geração de energia renovável. Além das eólicas, o estado, com a instalação do Parque Solar Nova Olinda, se consolida como um estado de alto potencial no desenvolvimento de projetos deste tipo.

A usina foi construída sob o regime de SPE’s (Sociedades de Propósito Específicos) pela Enel é composta pelos subparques 08, 09, 10, 11, 12, 13 e 14.

Com capacidade instalada total de 290 MW, a Usina está em uma área com altos níveis de radiação solar, ocupa uma área de 690 hectares e vai gerar aproximadamente 600 GWh por ano, o suficiente para atender às necessidades anuais de consumo de energia de cerca de 300 mil lares brasileiros, evitando a emissão de aproximadamente 350 mil toneladas de CO2 para a atmosfera.

Com informações do Click Petróleo e Gás

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar