DestaquePolícia

Operação contra o tráfico de drogas no Piauí prende servidor de prefeitura e até um policial civil; veja fotos

Policial civil e servidor de prefeitura são presos em operação contra o tráfico de drogas no Piauí
Policial civil e servidor de prefeitura são presos em operação contra o tráfico de drogas no Piauí

Pelo menos seis pessoas foram presas na manhã desta terça-feira (5), durante operação de combate ao tráfico de drogas, corrupção ativa, passiva e associação criminosa na região Norte do Piauí. Entre elas estão um policial civil, um servidor da prefeitura de Barras, lotado na delegacia do município, e traficantes.

A ação cumpre mandados de prisões preventivas e buscas e apreensões nas cidades de Barras, Piripiri, Piracuruca e Teresina. A operação denominada Malum, em latim significa ‘maça podre’, é decorrente da investigação feita pela Promotoria de Justiça de Barras, que comprovou a participação de agentes públicos em crimes.

“O nome da operação é justamente porque tínhamos dentro da delegacia maças podres [pessoas], que poderiam contaminar os outros servidores que lá trabalhavam. O agente civil foi denunciado após algumas condutas, como a cobrança de informações privilegiadas do distrito para investigados”, revelou o delegado geral Riedel Batista.

Secretário de segurança participou de ação em Piripiri (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Secretário de segurança participou de ação em Piripiri (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Conforme o delegado, testemunhas levadas ao Ministério Público Estadual confirmaram a ação do policial, que deve responder por corrupção ativa. Ainda durante a investigação, a Polícia Civil tomou algumas providências e decidiu transferir o delegado de Barras.

“Esta transferência foi não ocorrer qualquer interferência na investigação e descarta a participação do delegado nos crimes. Já o servidor administrativo comprovamos que ele furtava parte das drogas apreendidas e revendia a traficantes de bairros, algumas deles também presos na operação”, explicou Riedel Batista.

Durante a ação, uma arma utilizada na morte de um advogado em Barras foi apreendida com os suspeitos. O caso será investigado para saber a participação dos presos no crime de homicídio.

A operação contou com apoio de mais de 150 policiais civis do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (Depre), Corregedoria de Polícia Civil, Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança do Piauí e Gerência de Polícia do Interior. Além das delegacias de José de Freitas, Altos, Piripiri, Piracuruca, Pedro II, Campo Maior, Castelo do Piauí, Barras, Batalha, Esperantina, Luzilândia e 8º Distrito Policial, do Comando de Operações Aéreas da Polícia Militar do Piauí (COPAER) e Canil.

e2caac70-8dbb-4902-a024-00916699912f.jpg

7ac56bac-1ebe-424f-9d3c-0424d0d47a60.jpg

81fa8dec-da04-42ca-8b84-adb575b6e2e0.jpg

159ac7d3-cb77-4ab0-92ea-8f57d6815470.jpg

310d0a25-219d-484a-8279-c98c5b804461.jpg

2245effb-27c4-4c9c-8f08-eec2e1b7b1a6.jpg

4709fa5a-1c8b-4a7c-bb93-343c44298cbf.jpg

c0e0b3ea-dca6-4783-8f6c-753c281d362a.jpg

e2caac70-8dbb-4902-a024-00916699912f.jpg

7ac56bac-1ebe-424f-9d3c-0424d0d47a60.jpg

Fonte: G1 Piauí

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar