MunicípiosPiauí

Pesquisadores farão expedição atrás de animais da Era do Gelo no Piauí

Pesquisadores do Piauí farão uma expedição ao sul do estado, no mês de setembro, em busca de restos de mamíferos que viveram na Era do Gelo na região de Várzea Branca, cidade localizada a quase 600km ao Sul de Teresina. Segundo pesquisadores, no local já foram encontrados ossos de animais da megafauna.

Os alunos dos cursos de graduação e mestrado em Arqueologia, de Ciências Biológicas e Geografia da Universidade Federal do Piauí (UFPI) farão o estudo inloco entre os dias 12 e 26 de setembro sob o acompanhamento do professor do Curso de Arqueologia do Centro de Ciências da Natureza, Juan Carlos Cisneros.

A expedição faz parte do projeto Contribuição à Paleontologia do Quaternário no sul do Piauí e oferecerá aos alunos a oportunidade de aprender técnicas, interagir com uma equipe multidisciplinar e adquirir experiências na área da Paleontologia.

Escavação na lagoa de Várzea Branca, 2013 | FOTO: Arquivo/UFPI
Escavação na lagoa de Várzea Branca, 2013 | FOTO: Arquivo/UFPI

Novas buscas

De acordo com o organizador da expedição, Juan Carlos Cisneros, essa região foi escolhida devido ao relato de moradores que, durante a escavação de cacimbas para obter água, encontraram ossos de grande porte, além de terem sido encontrados mamíferos da Era do Gelo em outras lagoas. Em 2013, após uma escavação preliminar no local, foi encontrado parte do crânio de uma preguiça gigante.

“Consideramos que esta lagoa de Várzea Branca tem um potencial grande para essas pesquisas, por isso esperamos encontrar restos desses mamíferos gigantes que habitaram o Brasil mais de 11 mil anos atrás. Também vamos coletar amostras de pólen, elas vão ajudar a sabermos como era a vegetação e o clima da época. E há a possibilidade de encontrarmos artefatos arqueológicos também, como pedras lascadas”, explica.

Um dos participantes do projeto é Daniel Silva, aluno do Mestrado em Arqueologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Segundo ele, o projeto irá contribuir de maneira positiva para a sua experiência profissional.

“Na minha profissão, tem muitas escavações e essa expedição vai contribuir na forma de saber diferenciar um fóssil de uma rocha comum. Às vezes, por sorte ou até mesmo o contexto que o sítio arqueológico se encontra, pode ocorrer de encontrar um fóssil da megafauna já que os seres humanos conviveram com esses animais nesse período.”, comenta.

Escavação na lagoa de Várzea Branca, 2013 | FOTO: Arquivo/UFPIEscavação na lagoa de Várzea Branca, 2013 | FOTO: Arquivo/UFPI
Escavação na lagoa de Várzea Branca, 2013 | FOTO: Arquivo/UFPI

Para Juan Cisneros, essa pesquisa é importante para conhecer melhor a história do estado do Piauí.

“Esta pesquisa vai nos ajudar a reconstruir a história do Piauí, um estado com muitas riquezas naturais, mas onde ainda há muito por conhecer. As nossas descobertas servirão para estimular a nossa população a conhecer melhor o nosso passado.”, conclui o professor.

Fonte: Meio Norte | UFPI

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo