DestaqueNotícias

Seis açudes monitorados pelo Dnocs no Piauí atingem 100% do volume de água; veja!

Seis açudes monitorados pelo Dnocs no Piauí atingem 100% do volume de água

As chuvas dos primeiros dez dias do mês de abril mudaram a realidade de muitos açudes no interior do Piauí. Dos 25 reservatórios administrados pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), por exemplo, seis já atingiram a capacidade máxima de armazenamento de água e estão “sangrando”.

Estão transbordando os açudes de Campo Maior, Jenipapo (São João do Piauí), Malhadinha (Dirceu Arcoverde), Nonato (Dom Inocêncio), Caldeirão e Pé de Serra. Estes dois últimos estão localizados em Piripiri, na região Norte do estado, e “sangraram” ainda em março.

Dos seis reservatórios, o de Jenipapo é o que tem a maior capacidade de armazenamento.  São 248 milhões de metros cúbicos de água. A barragem é uma das maiores do estado e banha pelo 5 municípios da região.

Segundo o engenheiro agrônomo do Dnocs, Edson Pereira, não existe nenhuma preocupação quanto ao fato dos açudes chegarem a sua capacidade máxima. “Todos estão sob controle”, disse ao Cidadeverde.com.

De acordo com o engenheiro, o quadro de cheias registrado agora deveria ter acontecido ainda em março. “Essas chuvas de agora geralmente acontecem no mês de março, mas tivemos aquela estiagem grande, então, o quadro só está se confirmando em abril. Está praticamente dentro da média”, disse.

Barragem de Jenipapo em São João do Piauí – Foto: Reprodução

Apesar do período chuvoso rigoroso, continuam em situações extremas de seca os açudes Barreiras, em Fronteiras, com 2,84%; Cajazeiras em Pio IX, com 3,64%; Fátima na cidade de Picos, totalmente sem água, e Joana em Pedro II, com 14,06% e Algodões II, em Curimatá, com 15,79%.

Fonte: Cidade Verde

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar