DestaqueFronteiras

Trabalhadores da fábrica de cimentos Itapissuma S/A deflagram greve em Fronteiras

O clima é de tensão na fábrica de cimento Itapissuma S/A na cidade de Fronteiras, trabalhadores decidiram parar as atividades por tempo indeterminado na empresa por conta de atraso salarial. Segundo relatos de funcionários a demora no pagamento já dura por cinco quinzenas e as dificuldades não são maiores por conta das “ajudas” que recebem da família.

Trabalhadores da fábrica de cimentos Itapisuma S/A deflagram greve em Fronteiras

“A gente não passa fome porque os familiares nos ajudam, isso aqui está um abandono, chama a televisão aqui para mostrar isso”, diz um funcionário que não quis se identificar.

Na manhã desta segunda feira (13) se reuniram junto a administração da indústria, sindicato e líderes da paralisação na tentativa de um acordo para o pagamento do provento e o retorno da ocupação dos profissionais, mas não passou de tentativa, pois os servidores só aceitam voltar a trabalhar após a quitação de débito do ordenado.

Região em Notícia

 

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar