Destaque

Após acordo, hospitais voltam a atender pelo PLAMTA e IPMT no Piauí

Usuários do IPMT ficaram sem atendimento durante 20 dias (Foto: Reprodução/TV CLube)

O Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratórios de Pesquisas e Análises Clínicas do Estado do Piauí (SINDHOSPI) decidiu restabelecer nesta segunda-feira (23) os atendimentos aos usuários do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Teresina (IPMT).

O Sindicato tinha suspendido os atendimentos como consultas, exames e cirurgias eletivas, ficando de fora as urgências e procedimentos em curso, como, por exemplo, pessoas em pós-operatório.A suspensão durou 20 dias.

Segundo o presidente do SINDHOSPI, Jefferson Campelo, a prefeitura de Teresina não realizou os pagamentos relacionados aos meses de setembro a novembro do IPMT Saúde e de outubro e novembro os do Plamte.

E além dos atrasos, Campelo disse que no mês de maio do ano passado foi fechado um reajuste na tabela de procedimentos que deveria ser equiparada a do PLAMTA, mas isso não aconteceu.

“Na época, o sindicato acatou, mas, segundo ele, o próprio IPMT, que fez a proposta, descumpriu o acordo. Eles prometeram reajustar os valores e não fizeram. Agora, divulgaram uma tabela com cronograma de pagamento e com isso, as consultas e exames voltaram a ser feitos pelo IPMT”, informou.

Também estavam suspensos os atendimentos aos usuários do Plano Médico de Assistência e Tratamento (PLAMTA) do Governo do Estado do Piauí.Os atendimentos foram restabelecidos ainda na semana passada. Segundo o SINDHOSPI, os dois planos de saúde públicos contemplam pelo menos 200 mil usuários.

G1

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar