Destaque

Bolsonaro reage a antibiótico e será transferido para Brasília, diz Eduardo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) disse que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) reagiu bem aos antibióticos e será transferido para Brasília.

O que aconteceu

Em postagem no X, Eduardo postou uma foto de Bolsonaro e disse que o ex-presidente “passa bem”. Ainda segundo o deputado, seu pai deverá ser levado para Brasília neste segunda-feira (6).

Bolsonaro foi diagnosticado com quadro de erisipela no sábado (4) e ontem ele foi internado em Manaus (AM). A erisipela é um tipo de infecção cutânea bacteriana que geralmente causa febre e dor.

O ex-presidente publicou mensagem nas redes sociais. Ele informou aos seus seguidores que está internado no Hospital Santa Júlia, na capital amazonense.

Estou baixado no Hospital Santa Júlia em Manaus (centro). Quadro de erisipela ainda sem previsão de alta. Um abraço a todos. Jair Bolsonaro. 05/maio, 16h30.Mensagem publicada pelo ex-presidente nas redes sociais

Centro médico emitiu boletim neste domingo (5). “Jair Messias Bolsonaro deu entrada no Hospital Santa Júlia ontem [sábado] pela manhã com quadro de desidratação e processo infeccioso de pele. [Ele] voltou ao hospital após seus compromissos, onde segue internado para antibioticoterapia venosa e hidratação […] Segue hemodinamicamente estável aguardando alta”, acrescentou.

Bolsonaro chegou à capital amazonense na sexta-feira (3). Na ocasião, o ex-presidente participou de um evento de campanha para a pré-candidatura do deputado federal Alberto Neto à Prefeitura de Manaus. O político já desembarcou com desconforto, mas procurou atendimento no dia seguinte.

Ao sair do hospital no sábado (4), Bolsonaro falou rapidamente com jornalistas. “Apareceu um caso de erisipela. Não dormi a noite passada toda. Minha esposa e os médicos não queriam que eu viesse, mas tinha compromisso aqui (em Manaus). Sou meio duro na queda. Então eu vim e fui bem tratado pelos médicos”, disse, na ocasião.

Depois de ser liberado, o ex-presidente ainda participou de evento. Bolsonaro foi ao encerramento de um encontro do PL Mulher, encabeçado pela ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Não é a primeira vez que o ex-presidente enfrenta episódio de infecção de pele. Em novembro de 2022, Bolsonaro cancelou agendas pelo mesmo problema. À época, o então vice-presidente Hamilton Mourão disse que a doença impedia o então presidente de vestir calças.

Por ser uma infecção bacteriana, a erisipela é tratada com antibióticos. Dependendo da gravidade do quadro, os sinais de melhora começam a aparecer a partir de 48 horas do início da medicação.

*Com informações da AFP e Estadão Conteúdo
Colaboração para o UOL, em São Paulo

Comentários

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo