Picos

Bombeiros capturam jacaré em residencial de Picos 

(Foto: Reprodução)

O Corpo de Bombeiros recebeu uma chamada, na noite deste domingo (13), às 20h10, para que um jacaré fosse capturado por eles, pois o mesmo encontrava-se em frente a uma residência no residencial Duas Barras, zona leste de Picos.

“Recebemos a informação de um jacaré nas proximidades do bairro Cohab, próximo ao muro de uma casa no residencial Duas Barras. A guarnição foi até o local e fez a captura do animal. Em seguida levamos o animal para sotar em um local longe da sociedade, onde não dizemos onde é para que ninguém tente pegá-lo. O levamos de volta ao habitat natural”, disse o comandante do Corpo de Bombeiros de Picos, Subtenente Hamylton.

Segundo ele, é importante não mencionar onde os animais são soltos, poque muitas pessoas ainda se alimentam deles e, também e não menos importante, porque uma tragédia pode acontecer.

“Algumas pessoas ainda procuram capturar animais e muitos até usam eles como alimento. Pedimos para que as pessoas evitem capturar esses animais, tanto peçonhentos quanto silvestres que são ofensivos. No caso, o jacaré usa a mandíbula em forma de defesa, portanto, um acidente com um animal desse pode levar à morte”, alertou.

A presença de jacarés próximos a residências tem sido algo não tão raro em Picos. Isso se dá porque eles saem dos lagos atrás de comida.

“Muitas residências ficam próximas a lagoas. Então os jacarés saem em busca de alimentos, ou seja por sobra de alimentos que ficam em torno das residências ou pelo fato de haver roedores ou outros animais dos quais eles podem se alimentar”, explicou.

O comandante alertou ainda sobre a quantidade de crianças que ficam no entorno de lagoas e rios, sem a presença dos responsáveis. Ele disse que isso pode ser um perigo. “Outra coisa que me deixa preocupado é a quantidade de crianças que ficam em torno de lagoas e rios, pescando, sem que o pai esteja próximo, observando. Isso principia uma tragédia”.

Ele pediu ainda para que, em caso do aparecimento de animais silvestres e peçonhentos, que a população não tente capturar, mas que entre em contato com a corporação através do 193.

“É necessário que as pessoas evitem capturar o animal. Ligue para o 193, é um telefone gratuito. Uma guarnição se deslocará de imediato e fará a captura. Não é prudente tentar capturá-lo. Se tiver alguém acuado pelo animal, próximo de acontecer um acidente, o que se deve fazer é jogar um lençol por sobre ele. Ele, sem a visão da pessoa, ficará estático, dando a possibilidade da pessoa fugir e chamar o corpo de bombeiros para capturá-lo”, indicou.

Fonte: Picos 40 Graus

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Fechar
Fechar