DestaqueNotícias

Idoso retorna à terra natal e revê familiares e amigos em Jaicós após sumir por 56 anos

Djalma Mário de Oliveira

Imagina alguém desaparecer “sumir do mapa”, sem avisar, sem deixar rastro ou qualquer notícia e voltar décadas depois, como se num estalar de dedos. Poderia ser mais uma história fictícia, mas não é. É fato e aconteceu com o jaicoense, Djalma Mário de Oliveira, hoje com 75 anos.

No ano de 1961, Djalma na época com 19 anos, sumiu, tomou rumo ignorado por familiares e amigos. Ficou 56 anos sem retornar à sua terra natal, Jaicós. Nesse período, nunca mandou uma carta, um bilhete e nem deu sinal de vida.

Nesta sexta-feira, 20 de outubro,  familiares e parentes mais próximos foram pegos de surpresa com a presença ilustre de seu Djalma na Terra do Galo.

Djalma que mora em São Paulo desde 1961, precisamente no Guarujá em Santos, São Paulo, desde que saiu de Jaicós em 1961, pegou um avião até Teresina. Ao chegar em Teresina, chamou um taxista, relatou sua história, fretou a corrida por R$ 650,00,  e avisou: “Se eu não encontrar nenhum parente mais, voltaremos na mesma hora”.

Djalma e o taxista rodaram 364 km até chegar à velha Jaicós. Imagina-se quantos pensamentos passaram na mente do seu Djalma durante todo esse percurso. Talvez, tenha sido até aqui, a viagem mais longa de sua vida, não em distância, mas pela ansiedade.

Ao chegarem em Jaicós na sexta (20), Djalma e o taxista, como se guiados por Deus, foram parar para pegar informação na casa de Fatigirl (Fátima de Guiomar), na Avenida Desembargador João Mota ao lado da Câmara de Vereadores.

O taxista logo relatou o que dissera seu Djlama para ele em Teresina “Se eu não encontrar nenhum parente mais, voltaremos na mesma hora”.

Fátima de Guiomar ao ouvir seu Djalma relatar seus familiares, de antemão exclamou: “O senhor pode voltar imediatamente, se quiser, ele não! Conheço sua família, seu irmão, vou entrar em contato agora e avisar que ele está aqui”. E assim fez.

Djalma, desde ontem, sexta (20) está hospedado na casa do seu irmão, Sebastião Fabiano.

Seu Djalma com seu irmão Sebastião

Seu Djalma é membro de uma família muito conhecida no município de Jaicós. Seu pai foi Mário Antônio de Oliveira e sua mãe Catarina Martina da Conceição. Da união do seu pai com sua mãe, nasceram mais quatro filhos (fora seu Djalma) que foram: Antônio Francisco, Manoel, Edvaldo e Ivonete, todos já falecidos.

Sua mãe, Catarina, ficou viúva, vindo a casar-se novamente. Do segundo casamento da sua mãe, seu Djalma teve mais dois irmãos: Sebastião Fabiano e Nonato.

Seu Djalma contou que perdeu sua esposa Alcina Maria Oliveira no mês passado (setembro) e que tem dois filhos: um homem e uma mulher.

Já aposentado há algum tempo, Djalma conta que serviu o Exército quando chegou em Santos e trabalhou muito tempo na estivaria.

Questionado se Jaicós mudou muito desde quando ele saiu em 1961 até hoje, seu Djalma respondeu: “Demais! Tá tudo diferente! Aqui na serra (Bairro Serranópolis) não tinha nem casa!”, exclamou.

Seu Djalma ao centro, ladeado à direita pelo seu irmão Sebastião e o sobrinho Juninho; à esquerda pelos primos, professor Antônio José e o jornalista Ivo farias.

Portal Saiba Mais

Comentários Facebook

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Fechar